5 posições fáceis de yoga para praticar em casa e seus benefícios

Conheça os cuidados da prática e alcance equilíbrio para o seu corpo

yoga em casa
Foto: Shutterstock

Muitas vezes pensamos em mudar nossos hábitos, inserir algo mais saudável a rotina e praticar exercícios com frequência. Porém, a falta de dinheiro ou tempo nos impede de seguir adiante com estas ideias e acabamos nos desestimulando. É a partir deste ponto que a yoga em casa vem se popularizando em todo o Brasil.

Ela já faz parte do dia a dia de muitas pessoas de todas as idades, gêneros e classes sociais. Por ser um treino de fácil acesso e praticado em ambientes silenciosos, como sala e quarta, a busca pela prática vem crescendo, principalmente para aqueles que passam mais tempo em casa.

Pensando nisso, a professora de yoga Mary Màkim elaborou cinco asanas (posturas de yoga) que você pode praticar na sua residência sem riscos, sem custos e na hora que você estiver disponível.

Os benefícios do yoga em casa

Yoga significa união. É a junção do corpo e da mente em conjunto para trazer o bem-estar para o praticante. Mas a prática vai muito além de um exercício físico. “Ele promove uma ação mental que traz inúmeros benefícios auxiliando de forma eficaz o equilíbrio emocional, o combate ao cansaço físico e mental, à depressão e prevenindo ou auxiliando no tratamento de doenças como dores musculares, artrite, artrose, enxaquecas, distúrbios do sono, falta de concentração, fadiga dentre outras”, explica Mary.

Para começar a sua prática, você precisa

  1. Para começar a praticar yoga em casa, escolha um local com um pequeno espaço para a prática;
  2. Ter feito uma alimentação leve com pelo menos 1 hora antes da prática;
  3. Usar roupas leves e confortáveis;
  4. Utilizar uma canga, esteira ou tapete. Você também pode incluir ou não almofadas;
  5. Colocar uma música suave, incensos ou óleos aromáticos.

Exercícios para fazer yoga em casa

Vrikshásana

yoga em casa

Foto: Shutterstock

Mantenha as mãos em frente ao peito e focalizando em um ponto à sua frente (para facilitar no equilíbrio na posição da árvore), retire um pé do chão lentamente e posicione em sua coxa (se houver dificuldade, posicione o pé ao lado do joelho ou tornozelo). Respiração nasal, lenta e profunda. Volte à posição inicial e faça o mesmo com a outra perna. Lembre-se de manter a coluna bem ereta e, antes de repetir a posição para o outro lado, inspire e dê o seu máximo.

Matsyêndrásana

Foto: Shutterstock

Sente-se com cuidado no chão, cruze as pernas (deixando o calcanhar direito próximo ao corpo e o calcanhar esquerdo próximo ao tornozelo direito). Mão esquerda se encontra com a coxa direita e a mão direita se posiciona atrás do corpo, realizando a torção (a cabeça se volta para o lado direito, como se fosse olhar atrás dos ombros). Permaneça na posição. Respiração nasal, lenta e profunda. Antes de realizar para o outro lado, expire e dê a máxima torção.

Chatuspádásana

yoga em casa

Foto: Shutterstock

Para a posição de quatro apoios, posicione os antebraços no chão, deixe o corpo paralelo ao solo, mantenha-o suspenso e permaneça, similar à posição de uma prancha. Sinta o corpo todo fortalecendo. Respiração nasal, lenta e profunda. Antes de passar para a próxima posição, inspire e dê o seu máximo.

Bhujangásana

Foto: Shutterstock

Na posição da cobra nája, posicione o quadril no chão, estenda os braços e vá com a cabeça e tronco para trás. Permaneça. Respiração nasal, lenta e profunda. Antes de passar para a próxima posição, inspire e dê o máximo de retroflexão.

Uttána chatuspádásana

yoga em casa

Foto: Shutterstock

Ainda com as mãos no chão e pernas fechadas, empurre o quadril para cima, afunde as costas, tente encostar os calcanhares no chão e permaneça. Respiração nasal, lenta e profunda. Sinta alongando a região posterior do corpo. Antes de passar para a próxima posição, expire e dê o seu máximo.

Atenção aos cuidados

Faça os movimentos com leveza e suavidade e tudo no seu limite. “Não existem contraindicações, a não ser que a pessoa tenha restrições médicas e não possa praticar atividade física”, afirma Mary. Agora é só dar o play e começar a sua prática. Namastê!

Leia também: