Como tratar espinhas em casa? Truques para evitar a acne

Passo a passo completo de como se livrar desse probleminha que sempre surge nas horas erradas

tratamento para espinha
Foto: iStock

Ainda que a acne esteja sempre associada à adolescência, em muitas mulheres, elas podem persistir durante toda a vida (até mesmo após os 30 anos). Por isso, nós criamos um guia com algumas dicas de tratamento para espinha simples e que geram bastante resultado. Mesmo assim, caso o quadro seja mais grave, é importante procurar por um dermatologista especializado.

Tratamento para espinha que pode ser feito em casa

Evite colocar as mãos no rosto

As mãos e, principalmente, as unhas carregam milhares de bactérias, afinal é com elas que pegamos e tocamos a maioria das coisas. Desta forma, o ideal é evitar o contato delas com o rosto ao longo do dia e quando for lavá-lo, sempre higienizá-las antes de fazer a limpeza.

Não esprema!

Não esprema espinhas, principalmente com as mãos sujas. Ao apertá-las é bem provável que elas “abram” e fiquem ainda mais expostas à bactérias, o que pode gerar infecções, inchaço e dor na região. Outro ponto importante é que, espremê-las contribui para que surja mais acne e que deixem marcas permanentes no rosto.

Óleo de coco

Além de agir de forma hidratante e remover possíveis manchas, também é uma ótima forma de tratar a acne sem precisar sair de casa e gastando pouco. O óleo tem propriedades anti-dihidrotestosterona – que é uma variação do hormônio testosterona, capaz de aumentar as espinhas.

Aloe vera (babosa)

Aloe vera, que é popularmente conhecido como babosa, é uma das formas naturais mais eficazes de resolver os problemas com espinhas, marcas e cicatrizes. Suas propriedades calmantes e cicatrizantes ajudam na reconstituição da pele. Para obter o gel para aplicar no rosto é bastante simples. Corte a folha de babosa até o fim e raspe a polpa com uma colher. No entanto, é preciso tomar cuidado com possíveis alergias e o manuseio.

Creme de pepino e açúcar no tratamento para espinhas

O esfoliante natural leva apenas esses dois ingredientes e pode ser uma ótima opção no combate às acnes, rugas e olheiras. O pepino ajuda a remover as impurezas da pele, as marcas de expressão e as manchas, enquanto o açúcar promove a esfoliação e retira os cravos.

Ingredientes:

  • ¼ de pepino japonês sem a casca
  • ¾ de xícara de açúcar branco

Modo de fazer: Faça uma espécie de purê com o pepino e adicione o açúcar. Está pronta para aplicar no rosto (evitando a região dos olhos).

Calêndula

Opte por produtos que contenham calêndula. A substância ajuda na redução da oleosidade natural da pele e pode ser uma alternativa para realizar o tratamento de espinha em casa. Isto é, caso o quadro não seja muito severo e necessite da análise de um especialista.

Adeus, água quente

Uma dica fundamental é não lavar o rosto mais do que três vezes ao dia e sempre priorizar os jatos mornos ou frios. A água quente acaba retirando o sebo natural da pele e contribui para a desidratação de suas camadas superficiais. Isto pode causar irritabilidade, descamação e fazer com que a cútis comece a produzir ainda mais oleosidade para “solucionar” o problema.

Maquiagem

Uma regra fundamental para o tratamento para espinha é NUNCA esquecer de tirar a maquiagem (muito bem) antes de dormir. Além disso, quando se tratam de produtos químicos que estamos aplicando à pele, é sempre bom estar atentos à quais componentes determinado produto possui. Evite aqueles que contém óleos em sua composição e procure comprar de marcas que oferecem opções para peles acneicas.

Camomila

É comprovado que o extrato de camomila tem efeito calmante na pele. No entanto, a maioria dos estudos relacionados à eficácia da erva no tratamento para espinha é com o extrato, não com os chás. Por isso, é preciso tomar cuidado ao realizar o procedimento em casa – caso mesmo assim queira testar -, principalmente ao aplicar o líquido muito quente no rosto, que pode levar à queimaduras.

Leia também: