Tecnologia afeta o cérebro, a criatividade e a concentração?

Inerente à realidade atual, a tecnologia pode ter grande influência no funcionamento do cérebro. De que forma ela modifica o órgão?

Por Augusto Biason - 16/03/2017

Hoje, imaginar uma vida sem tecnologia é impossível. Desde a hora que acordamos até o final do dia, os aparelhos tecnológicos e as mídias sociais fazem parte de cada momento. Porém, o uso excessivo dessas ferramentas pode ser prejudicial para nosso cérebro, deixando-o até mesmo mais preguiçoso. Tire suas dúvidas sobre a influência da tecnologia em nosso cérebro.

Tecnologia afeta o cérebro, a criatividade e a concentração?

Foto Shutterstock.com

O uso abusivo de tecnologias pode desenvolver o déficit de atenção?

Sim! Segundo Edson, se você estiver mergulhado num mundo de milhares de informações simultâneas, despejadas pela TV, computadores, smartphones, tablets, rádio, letreiros digitais, escadas rolantes, semáforos, tudo ao mesmo tempo, então será um grande candidato a ter um transtorno de déficit de atenção.

“Com nossos sentidos multifacetados por milhares de informações simultâneas, não há como receber, processar e integralizar as informações. O poder de concentração ficará extremamente prejudicado e grande parte das informações recebidas não será registrada. Então, o déficit de atenção pode se manifestar”, explica. Portanto, que tal dar uma pausa?

Como estar conectado o tempo todo altera o nosso cérebro e as nossas ações?

O neurologista Edson Issamu Yokoo diz que muda no sentido de estar em um novo ambiente, com particularidades e interatividade diferentes de tudo que já vivenciamos antes. Ou seja, o mundo virtual, por exemplo, é um tipo particular de situação com características e reações próprias. Com isso, o cérebro também sofre alterações no funcionamento e na ativação de áreas que possibilitam o entendimento em relação ao que é virtual e ao que não é, e sobre as possibilidades de realizarmos naquele contexto coisas que nunca antes pudemos realizar e conhecer.

A nossa criatividade é alterada com o excesso de tecnologia?

A criatividade também não sofre com excesso de tecnologia, pois também é atributo individual. É uma característica daquele cérebro. Para quem tem criatividade, a tecnologia ajuda a estender os limites sobre o que se pode ou não fazer. Não adianta dar um software de criação poderosíssimo e altamente tecnológico, a uma pessoa com pouca criação. Nada vai acontecer. Para quem tem potencialidade e aprende a usar a tecnologia, coisas incríveis são criadas. Diariamente vemos isso.

LEIA TAMBÉM

Consultoria: Edson Issamu Yokoo, neurologista da Rede de Hospitais São Camilo, de São Paulo (SP).

Texto e entrevista: Amanda Araújo/Colaboradora – Edição: Augusto Biason/Colaborador