Dormir bem emagrece, sabia? Conheça 5 alimentos que podem ajudar seu sono

Boas noites de descanso contribuem para a perda de peso, segundo estudos

Alguns alimentos favorecem os hormônios do sono e contribuem para a perda de peso
Alguns alimentos favorecem os hormônios do sono e contribuem para a perda de peso - Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 27/10/2021 às 12:00
Atualizado às 12:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Dormir bem contribui para o emagrecimento. A boa notícia foi divulgada há pouco tempo por um estudo publicado pelo periódico científico Journal of Pineal Research. A pesquisa indicou que a deficiência de melatonina, hormônio produzido pelo corpo para regular o sono, pode deixar o funcionamento do metabolismo mais lento, gerar resistência à insulina e aumentar o apetite. Ou seja, fatores que contribuem diretamente para o acúmulo de gordura corporal.

Outros estudos mais antigos também seguem a mesma linha de raciocínio. Uma pesquisa publicada pela revista científica Annals of Internal Medicine, em 2004, por exemplo, já apontava que apenas duas noites mal dormidas eram suficientes para aumentarem os níveis de ghrelina, hormônio que causa fome, e reduzirem a presença de leptina, substância que diminui o apetite. Ou seja, uma qualidade de sono ruim pode aumentar a fome durante o dia, fato que reforça a ideia de que dormir bem emagrece.

Além de apostar em hábitos saudáveis, como praticar atividades físicas regularmente, prestar atenção naquilo que você coloca no prato pode ajudar a dormir melhor - e, consequentemente, a perder peso. Segundo a nutricionista Aline Huguenin, do Grupo Prontobaby, certos alimentos exercem funções diversas dentro do organismo humano. “Eles ajudam a proteger o sistema nervoso central e até mesmo a prevenir doenças como o Alzheimer”, conta a especialista. Aline listou 5 alimentos que contribuem para noites mais tranquilas. Confira:

Leite e derivados: fontes de triptofano, cálcio e magnésio, propiciam a produção de hormônios do sono como serotonina e melatonina.

Cereja, banana e kiwi: também favorecem a síntese de melatonina, além de contarem com vitaminas e minerais.

Grão de bico: rico em triptofano e vitaminas que atuam na produção de hormônios neurotransmissores relacionados ao bem-estar e à melhor qualidade do sono, como serotonina e dopamina.

Camomila: tem efeito relaxante, antioxidante e anti-inflamatório, auxiliando na indução do sono. Ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade.

Mel: apresenta propriedades antioxidantes, além de facilitar a produção de serotonina. Não deve ser consumido por crianças menores de um ano.

Com informações de Sport Life.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.