As ruínas de Machu Picchu são a mais famosa atração turística do Peru

História, turismo e um ar enigmático que conquista os seus visitantes. Conheça mais sobre Machu Picchu.

Por Vinicius Galico - 22/11/2017

Foto: Wikimedia Commons

Ela está situada a 2400 metros de altitude, em uma Mendoza é a terra do sol e do vinho na Argentina onde as montanhas tocam o céu e são envoltas por uma neblina, ora espessa ora fina, que a confere ares de mistério. Machu Picchu é, sem dúvida nenhuma, o local mais importante para se conhecer no Peru.

Patrimônio Material e Natural da Humanidade pela UNESCO e uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, a cidad, ainda tem muito a contar a seus visitantes sobre o seu esplendor de outrora. Erguida há mais de 600 anos pelo imperador inca Pachacuti, Machu Picchu foi redescoberta em 1911, pelo americano Hiram Bingham e surpreendeu os historiadores e arqueólogos da época, não só pelo tamanho e magnitude, mas também pelos ricos objetos lá encontrados, que demonstram as técnicas e o requinte de uma sociedade pré-colombiana altamente desenvolvida.

Turismo

Estima-se As ruínas de Machu Picchu são visitadas por mais de 2.500 turistas diariamente, o que dá uma média de mais de 900.000 visitantes anualmente! Dadas as cifras tão grandes, as cidades próximas, como Cusco e Aguas Calientes possuem uma estrutura para receber e transportar os viajantes até o local. A viagem pode ser feita de trem, com duração média de 3 a 4 horas, ou ainda, para os mais aventureiros, a pé, por meio das trilhas que compõe os Caminhos Incas. Viajando desta forma, costuma-se chegar em até 3 dias.

As ruínas de Machu Picchu são a mais famosa atração turística do Peru

As construções de Machu Picchu foram todas feitas em pedras. Foto: Wikimedia Commons

Devido ao alto nível de degradação das ruínas, o número de visitantes diários a Machu Picchu esta sendo controlado pelas autoridades a fim de preservar o local. Por isso, está cada vez mais difícil conseguir andar pelo local sem a presença de um guia turístico e as visitações em grupo. Recomendamos que tudo isso seja agendado com antecedência para evitar imprevistos.

LEIA TAMBÉM