Quem foi Walter Mercado? 10 curiosidades sobre o astrólogo do ‘Ligue djá’

Conhecido pelo nome de Shanti Ananda, o astrólogo teve sua vida desmistificada em uma nova produção da Netflix

Walter Mercado
Foto: Divulgação

Se você viveu a década de 90, com certeza já teve algumas curiosidades de Walter Mercado povoando a sua cabeça. Afinal, o astrólogo porto-riquenho, conhecido pelo estilo exótico e o bordão ‘Ligue djá‘, possuía uma vida pessoal e profissional repleta de mistérios. Pelo menos até agora…

A Netflix adicionou ao seu catálogo um documentário sobre a trajetória do artista. Intitulado “Ligue Djá – O lendário Walter Mercado“, a produção passa por episódios de sua infância, polêmicas durante seus anos de glória, questionamentos a respeito de sua sexualidade e o sumiço repentino dos holofotes.

Com direção de Cristina Costantini e Kareem Tabsche, a atração de 96 minutos possui depoimentos de amigos e colegas de profissão, assim como trechos de entrevistas, as quais o próprio Walter revela um pouco de sua rotina. O astrólogo morreu em 2019, aos 87 anos, por insuficiência renal.

Conheça os mistérios e curiosidades de Walter Mercado

Milagres

Acredita-se que, desde a sua infância, Mercado já possuía uma aura mágica. Ficou conhecido como milagroso durante muitos anos no vilarejo em que morava, no Porto Rico. O motivo? Quando criança, ao encontrar um pássaro doente, teria assoprado o bicho que, repentinamente, despertou e voltou a voar. Graças aos seus feitos, também ganhou o apelido de Papa, uma referência ao líder supremo da Igreja Católica.

‘Ligue djá’

Seu profissionalismo e sucesso fizeram-no conhecido em muitos países da América e Europa. Seu bordão estava na cabeça dos brasileiros que viveram na década de 90. ‘Ligue djá’ era a forma como o astrólogo convidava os telespectadores a realizar uma consulta mística com ele, ligando no número 0900. Seu quadro era transmitido pelo canal Univision, durante o programa “Primeiro Impacto”.

Polêmica

Após o seu grande sucesso na década de 90, Walter foi sumindo pouco a pouco da televisão e de suas participações em programas semanais. A motivação seria uma briga judicial com o seu ex-agente, Bill Bakula, ao qual entregou todos os direitos de imagem e trabalho da sua carreira. O que gerou grandes confusões e intrigas, que se estenderam por anos, destruindo o emocional e afetando drasticamente a saúde do astrólogo.

No final do processo, Walter conseguiu recuperar sua marca e nome, mas já havia sofrido seus consequências. O abalo foi tão sentido que, depois de dois dias da vitória na Justiça, o artista sofreu um infarto, curando-se com o passar do tempo.

Andrógeno

Uma das grandes curiosidades de Walter Mercado era seu estilo diferenciado e extravagante para a época. Apresentava características e comportamentos imprecisos, entre masculino e feminino. Suas vestimentas e cabelo sempre muito bem penteado se tornaram traços marcantes, sempre trajado de muitas jóias e os famosos mantos.

Sexualidade

Mercado nunca tratou diretamente sobre o assunto, mas sabia-se que ele se identificava com a causa LGBTQIA+. Por isso, nunca se importou em ser chamado de gay ou ser confundido com uma mulher. Em diversas entrevistas dizia ser apenas casado com o público e aquilo lhe bastava.

Shanti Ananda

Embora seu nome oficial seja Walter Mercado Salinas, ficou conhecido no meio artístico como Shanti Ananda. Em uma de suas entrevistas, o astrólogo revelou que em 1974, teria se encontrado com o guru indiano Bhagwan Shree Rajneesh, o Osho, e desse recebeu o seu novo nome espiritual. Em sânscrito, a tradução seria algo como ‘alegria da paz’.

Espírito

Em 2012, Walter foi internado em um hospital de San Juan, em Porto Rico, devido a uma forte pneumonia. Ao se recuperar da doença, o astrólogo revelou que se viu como um espírito, olhando seu corpo na mesa do operatório.

Virgindade

Assim como sua sexualidade e estilo andrógino, Walter sempre foi questionado sobre possíveis relacionamentos. Até pouco tempo antes de sua morte, ele afirmava ser virgem. “Sou assexuado. Não creio em sexo de cama. Creio em sexo através da compatibilidade mental e emocional, em todos os aspectos”, declarou ele durante uma entrevista ao programa do Gugu.

Causa social

Mesmo longe dos holofotes, o artista nunca deixou de se envolver com ações solidárias. Criou uma fundação que cuida de crianças com problemas físicos e mulheres vítimas de violência doméstica. Todo o dinheiro arrecadado vinha da venda de seus acessórios e capas que usou durante seus programas de televisão, na década de 90.

Fortuna

Diferente do que se pregou por anos pela mídia, Walter não era bilionário. No seu auge, acreditou-se que ele acumulava uma fortuna de US$ 200 milhões, aproximadamente R$ 1,08 bilhão. Porém, após sua morte, uma nova avaliação foi realizada e chegou-se ao montante de US$ 10 milhões, que corresponde a R$ 53,9 milhões. Sua riqueza ainda diminuiu muito ao longo de sua vida fora da mídia, já que ostentava uma vida repleta de regalias e teve até que leiloar diversas de suas capas.

Leia também: