Ganhador da prova de programação do Google não tem acesso à internet

Jovem africano de 17 anos, Nji Collins Gbah, é o ganhador da competição de programação do Google. Mas detalhe: ele está sem acesso à internet. Saiba mais!

Ganhador da prova do google Jovem africano, Nji Collins Gbah, posando para foto
Foto: Divulgação

Nji Collins Gbah, camaronense de 17 anos, é o ganhador da prova de programação do Google, uma competição anual que reúne participantes do mundo todo. Além do fato de o garoto ser superinteligente, outra curiosidade está chamando a atenção: atualmente ele não tem acesso à internet por conta de um bloqueio determinado pelo governo.

O jovem é o primeiro africano a ganhar a disputa, que terminou semana passada. Assim como milhões de garotos na sua idade, a situação de Nji não é fácil, principalmente por ser de uma comunidade e família pobre, com baixa infraestrutura.

Ganhador Nji Collins Gbah

Jovem africano Nji Collins Gbah é o vencedor do concurso de programação do Google. Foto: Divulgação

Sem internet

A conexão à rede foi cortada há 4 semanas pelo governo de Camarões na tentativa de sufocar as diversas manifestações que têm tomado o país. O objetivo era conter a disseminação de mensagens antigovernamentais pelas redes sociais, que vinham aumentando os levantes. Os protestos iniciaram após uma provável discriminação sobre os falantes da língua inglesa, uma vez que o idioma francês é o mais falado no País.

A competição

Para conseguir se inscrever na prova de programação, Nji teve que viajar até uma cidade com acesso à internet. O Google Code-in, nome da competição, permite a participação livre para todos os estudantes, entre 13 a 17 anos. No total, foram mais de 1.300 inscrições, de jovens de 62 países espalhados pelo mundo.

“Eles nos pediram que soubéssemos coisas básicas sobre ciência da computação e programação e sobre como usar certos softwares”, disse o jovem em entrevista ao site da BBC. Nji ficou entre os 34 ganhadores da premiação, sendo que cada um passará 4 dias na sede do Google, no Vale do Silício, na Califórnia, Estado Unidos.

sede do google na Califórnia

Sede do Google no Vale do Silício, Califórnia. Foto: Reprodução/Google

Para atingir seus objetivos o ganhador da prova de programação do Google estudava horas a fio com livros sobre o assunto, aventurando-se em programas de edição e pedindo o computador do pai emprestado quando este não estava usando. Seu sonho é cursar Ciência da Computação no ensino superior, fato revelado por ele a BBC.

Assim como o nosso exemplo brasileiro, Bruna Sena, adolescente de 17 anos, que passou em primeiro lugar em Medicina na USP de Ribeirão Preto, Nji é personagem de mais uma história de superação, que dá esperança a milhões de jovens em situações precárias, que precisam enfrentar os mais diversos obstáculos impostos pelo meio onde vivem. Enquanto isso, em Bamenda, sua cidade, o retorno da internet é um desejo incerto.

LEIA TAMBÉM