Pneumonia: tire suas dúvidas sobre a doença

A pneumonia é uma doença que afeta o pulmão e, se não tratada, pode evoluir para algo mais grave e causar a morte. Por isso, o ideal é tratá-la!

A pneumonia deve ser tratada com ajuda médica
FOTO: Shutterstock Images

“A pneumonia é definida como um processo inflamatório produzido por agente infeccioso, que acomete os pulmões. Esses agentes podem ser vírus, bactérias e fungos”, explica a pneumologista Valéria Martins. O diagnóstico é feito por exame clínico, auscultação dos pulmões e radiografias de tórax. Descubra mais sobre a doença a seguir!

 

Pneumonia pode surgir após gripes e resfriados

FOTO: Vinicius Tubinamba/Colaborador

 

Gripe e resfriado podem evoluir para a pneumonia?

A gripe, principalmente, deixa o organismo mais fragilizado e suscetível a contrair pneumonia. O vírus da gripe também é um dos causadores da doença que atinge os pulmões. “Toda situação que afeta as vias aéreas leva ao comprometimento da sua defesa. Quando não tratada adequadamente, favorece a aspiração de bactérias para os pulmões”, afirma a pneumologista. Nos primeiros três dias, os sintomas da gripe e da pneumonia são bastante parecidos: febre, tosse e dor no corpo. No entanto, a gripe geralmente dura entre 5 e 7 dias, e a pneumonia leva de 7 a 10 dias para desaparecer.

Quais são os sintomas?

A febre alta, acima de 38°, é o sintoma mais comum. “Mas pode não ocorrer em determinados casos, como nos idosos”, avisa Valéria. Tosse, que pode ser seca ou com muco, mal-estar generalizado, falta de apetite e dor torácica são outros sintomas. “Variam de acordo com o agente, com o paciente e com a área do pulmão afetada”, complementa a pneumologista.

 

SAIBA MAIS:

Dicas para evitar gripes e resfriados no inverno

Xaropes caseiros para prevenir resfriados e gripes

Dor de garganta: causa, diagnóstico e tratamento

 

Como é feito o tratamento?

“A pneumonia é tratada com antibióticos, além de uma boa hidratação, controle da febre e eliminação das secreções. Se a causa for viral, o paciente receberá também antivirais”, afirma Valéria. O tratamento pode ser feito em hospital ou em casa, dependendo da área do pulmão afetada, se há derrame pleural associado (acúmulo de líquido entre as membranas que revestem os pulmões) e se o paciente tem outras doenças, como diabetes, problemas cardíacos ou pulmonares, câncer, etc. Qualquer paciente deve ser orientado pelo médico sobre o tratamento correto. Quanto mais cedo o diagnóstico for feito, melhor é a recuperação.

Por que a pneumonia afeta mais crianças e idosos?

“A doença é a principal causa de mortes entre as crianças porque elas ainda não apresentam sistema imunológico bem definido, e ficam mais suscetíveis à contaminação. Já os idosos podem ter outras doenças associadas, que comprometem a imunidade e dificultam o tratamento”, revela a especialista.

 

Texto: Marisa Sei/Colaboradora

Consultoria: Valéria Martins, pneumologista