Plantas medicinais X Fitoterápico: entenda os dois termos e saiba mais!

Você sabe qual a relação entre fitoterapia e plantas medicinais? Ou quais são os benefícios das ervas? Não? Então confira!

ervas frescas
Foto: iStock.com/Getty Images

Esses dois termos ainda são muito confundidos entre si. No entanto, um é feito a partir do outro. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), fitoterápicos são medicamentos produzidos por processo industrial a partir das plantas medicinais. Esse processo padroniza a quantidade e a forma de uso, permitindo uma maior segurança no tratamento. Todos os medicamentos devem ser registrados na agência antes de serem comercializados.

 

ervas frescas

Foto: iStock.com/Getty Images

Você sabia?

As panelas de metal, como as de alumínio, podem interferir nas propriedades das ervas. As melhores opções para ferver a água são as de vidro, esmaltadas ou com cobertura de teflon, que não transferem partículas do material para a água.

Combinações perigosas

A combinação de medicamentos alopáticos (são produzidos pela indústria, ou os manipulados, produzidos em farmácias de manipulação, de acordo com a prescrição médica) com ervas é benéfica em muitos casos, porém, há exceções perigosas. Caso o paciente já esteja usando medicações tradicionais, é importante ficar atento aos efeitos de algumas plantas, que podem interferir na eficácia dos remédios ou mesmo provocar efeitos colaterais por causa da combinação. Veja a seguir alguns cuidados necessários:

  • Camomila + Ácido acetilsalicílico: o chá associado ao medicamento pode provocar hemorragia estomacal. Ambos têm ação anticoagulante. O ácido acetilsalicílico (AAS) geralmente é usado para combater febres, dores e gripes.
  • Ginkgo biloba + anticoagulantes: a planta aumenta o risco de sangramento em pacientes que usam anticoagulante, pois potencializa o efeito do medicamento
  • Guaco + anti-inflamatórios não esteroidais: a erva não deve ser usada simultaneamente com esses medicamentos, pois pode potencializar seus efeitos. Os anti-inflamatórios não-esteroidais são usados para combater dores, febres e como antitrombóticos.
Texto Redação Alto Astral

Leia também: