Phellipe Haagensen fala sobre expulsão em A Fazenda: ‘sou mulherengo’

Phellipe Haagensen foi expulso em A Fazenda 2019 após beijar Hariany Almeida sem o seu consentimento. Na manhã da segunda (30),...

Phellipe Haagensen
Foto: Reprodução/A Fazenda

Phellipe Haagensen foi expulso em A Fazenda 2019 após beijar Hariany Almeida sem o seu consentimento. Na manhã da segunda (30), a Record mostrou uma entrevista e mostrou como o ator se sentiu com essa decisão.

O álcool me excedeu um pouco essa atitude de beijar ela. Mas assumo meu erro como homem. Acho que me precipitei, sim. Sou um cara muito mulherengo, estava carente e me deu vontade de beijar, sim“, disse Phellipe Haagensen.

Aliás, Phellipe Haagensen se mostrou um homem que não gosta de seguir as regras e ele já previa que algo poderia acontecer dentro da casa.

Uma hora eu ia estar fora da regra porque é um jogo que você tem que cumprir regras. Cedo ou tarde eu ia fazer alguma coisa que não fosse de acordo com o contrato ou jurídico, mas sem agredir ninguém. Eu saí por carinho, tenho certeza disso“,

Quando mostrou ao vivo durante o reality show a expulsão de Phellipe, o apresentador Marcos Mion fez um discurso sobre a gravidade do problema.

Beijo forçado é considerado crime. A produção deve cumprir o regulamento e as leis. Por Hariany sentir-se invadida pelo beijo, que de fato aconteceu, como ele mesmo verbalizou, o departamento jurídico da Record definiu que ele está expulso a partir desse momento“, explicou.

Confira a nota oficial da família de Hariany Almeida:

A família de Hariany e a própria participante se revoltaram com esse caso, e informaram em um comunicado o que querem que seja feito:

Nós, da família de Hariany Almeida, estamos totalmente consternados pelo atentado contra a dignidade sexual sofrido pela participante durante o reality “A Fazenda”. O beijo que o senhor Phellipe Haagensen deu em Hariany, sem consentimento, pode ser configurado como contravenção penal e a fere, não só em sua pessoalidade, mas como mulher. Não é aceitável em nenhuma hipótese que este ato fique impune. Por isso, pedimos providências imediatas dos órgãos competentes.”