14 motivos pelos quais você não consegue perder peso

Saiba quais são os erros mais frequentes que acabam atrapalhando o seu objetivo na hora de atingir o peso ideal e a forma física desejada!

Perda de peso alimentação saudável
Foto: Shutterstock

Muita gente faz aquela dieta caprichada, mas perde pouco ou nenhum peso. “Só fechar a boca não significa que você vai realmente emagrecer. Hábitos errados e escolhas insensatas podem fazer com que o seu esforço seja em vão”, explica a médica ortomolecular e nutróloga Tamara Mazaracki. Entenda os erros mais comuns!

 

Perda de peso alimentação saudável

Foto: Shutterstock

 

1. Dietas da moda: nenhum metabolismo é igual ao outro, então não existe uma receita que funcione para todos. Dietas devem ser prescritas por um profissional após avaliação do caso específico. Cardápios muito restritivos podem até dar resultado no início, mas logo seu corpo se adapta e nada do ponteiro da balança baixar.

2. Economizar calorias no café da manhã: pular esta refeição ou só tomar um cafezinho é o pior erro. Pesquisas mostram que um bom desjejum é essencial para a perda de peso.

3. Monodieta: a monotonia alimentar é outro erro grave. Quanto mais variada a dieta, maior o número de nutrientes, e melhor será o funcionamento do corpo. “A taxa metabólica depende de como as nossas células trabalham, e sem o combustível adequado elas ficam lentas”, afirma Tamara. A diversidade ajuda no emagrecimento. Ou seja, coma frutas variadas, verduras, legumes, grãos, ervas e especiarias.

4. Apenas light e diet: “Se estes produtos realmente ajudassem a emagrecer, nossos problemas estariam todos resolvidos. Além de calorias, eles contêm substâncias químicas que desaceleram o metabolismo. E, quando é light, você tem uma tendência a achar que pode comer à vontade”, ressalta a médica. Se for para comer duas porções de algo light, melhor consumir uma porção pequena da versão tradicional.

5. Beber calorias: refrigerantes e sucos podem ser uma fonte insuspeita de calorias. Suco de laranja é muito saudável, mas isso não quer dizer que você possa tomar dois ou três copos por dia.

 

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

 

6. Cervejas e caipirinhas: “O álcool é o maior inimigo da perda de peso. Além de sobrecarregar o fígado, é puro carboidrato com calorias vazias, ou seja, sem nutrientes”, diz Tamara.

7. Lanchinhos na hora do almoço: a pressa (ou a preguiça) diz que não vai ter tempo para almoçar, então você opta por um sanduíche ou salgado. É pior.

8. Não comer fibras: feijão com arroz, legumes, saladas, frutas, pão integral e aveia e linhaça na vitamina ajudam a controlar o apetite, melhoram a função intestinal, reduzem a absorção de carboidratos e gorduras. “Isto se deve ao seu alto conteúdo de fibras solúveis e insolúveis, essenciais em qualquer dieta de sucesso”, enfatiza a médica.

9. Muito sal na comida: o sódio contribui para a retenção de líquidos e o consequente inchaço, o que faz o peso disparar na balança. Além disso, o sal tem relação direta com o aumento da pressão arterial.

 

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

 

10. Estresse e pressa: “Na medida do possível, procure comer com tranquilidade, saboreie o prato e permita que o centro da saciedade seja acionado pela mastigação”, afirma Tamara.

11. Corte radical de calorias: se você embarcar numa dieta radical, menos de 1.000 calorias por dia, seu metabolismo vai ficar mais lento e será cada vez mais difícil perder peso. Capriche na ingestão de proteínas e desista de cortar toda a gordura, afinal é ela que dá saciedade.

12. Fugir da atividade física: “Exercícios ajudam a queimar calorias, aceleram o metabolismo e aumentam o tecido muscular, que queima mais calorias do que o tecido gorduroso”, enumera a especialista. A atividade escolhida deve ser praticada de forma regular, de 4 a 5 vezes por semana. Vale caminhar, pedalar, nadar, correr, patinar, fazer musculação ou pilates.

13. Comer muito à noite: esse problema provavelmente é uma soma de todos os outros. Faça as mudanças sugeridas em todos os quesitos para aumentar o seu autocontrole noturno e diminuir a sua fome nesse período!

14. Dormir pouco: pesquisas científicas comprovam que dormir pouco afeta negativamente o metabolismo. Quem sofre com insônia ou despreza o sono para ficar mais tempo na balada ou teclando no computador vai ter mais dificuldade em manter o equilíbrio na balança. Durma bem e emagreça!

 

Texto: Redação Alto Astral

Consultoria: Tamara Mazaracki, médica ortomolecular e nutróloga

 

LEIA TAMBÉM: