4 jogos de cartas para brincar em família nas férias

Que tal aproveitar o tempo junto com os filhos durante as férias jogando cartas? É uma brincadeira que vai unir e divertir a família toda!

desenho de crianças jogando carta
Ilustração: Eveline Jacob

Nas férias, tudo o que as crianças mais querem é brincar o tempo todo, sem hora para parar. Para variar as brincadeiras e passar mais tempo junto com os filhos, que tal um jogo de cartas em família? Confira abaixo 4 jogos divertidos para ensinar e se divertir com os pequenos.

 

Mico

O objetivo desse jogo é fazer o maior número possível de pares e não ficar com o Mico. Dá para jogar com 3 ou mais jogadores e com um baralho de 52 cartas, para mais participantes, jogar com dois baralhos.

Preparação: embaralhe as cartas e coloque uma carta virada para baixo no centro da mesa. Ela será o Mico. Todas as cartas restantes são distribuídas, uma a uma, entre os jogadores.

O jogo

  1. Cada jogador separa os pares de cartas de mesmo número em um monte ao seu lado.
  2. Assim que todos abaixarem os pares formados, o primeiro jogador pega uma carta, aleatoriamente, da mão do jogador à sua esquerda.
  3. Se formar um par, o jogador abaixa esse par junto com seus outros pares. O próximo jogador faz o mesmo e assim por diante.
  4. O jogo termina quando todos os pares forem formados e um jogador ficar com o Mico.
  5. Quem estiver com o Mico não deverá contar seus pares.
desenho de crianças jogando carta

Ilustração: Eveline Jacob

Burro

O objetivo do jogo é não ser o último jogador a abaixar as cartas. Uma boa estratégia é abaixar as cartas de maneira discreta, para que os outros jogadores não percebam que você abaixou as cartas. Dá para jogar com quatro ou mais participante.

Preparação: É preciso separar quatro cartas iguais, mas de naipes diferentes, para cada jogador que for jogar, mais um coringa para o jogo. Embaralhe todas as cartas e distribua, uma a uma, aos jogadores da mesa.

O jogo

  1. O jogador que ficar com cinco cartas escolhe uma carta da sua mão e passa para o seguinte, sem mostrá-la aos outros jogadores.
  2. O jogador que receber a carta escolhe uma carta qualquer da sua mão e passa ao próximo, e assim por diante.
  3. Assim que alguém formar um quarteto, deve abaixar as cartas com as figuras para baixo. Os jogadores que virem, devem abaixar suas cartas também.
  4. O último jogador a abaixar as cartas é o perdedor.

Atenção!

O coringa não pode ser a primeira carta a ser passada e o jogador que recebê-lo deve ficar com ele por pelo menos uma rodada antes de repassá-lo.

crianças jogando carta

Ilustração: Eveline Jacob

Mau-Mau

O objetivo é livrar-se de todas as cartas da mão. Dá para jogar com quatro ou mais jogadores. Para mais jogadores, usar dois baralhos.

Preparação: distribua as cartas, uma a uma, até que cada jogador tenha sete cartas. O monte restante fica no centro da mesa. Uma carta do monte é virada para dar início à partida.

O jogo

  1. O primeiro jogador deve descartar uma carta que tenha o mesmo naipe ou o mesmo número da carta virada. A partir daí, cada jogador, na sua vez, descarta uma carta de acordo com o descarte do jogador anterior. Os descartes vão sendo empilhados com suas figuras voltadas para cima.
  2. Se um jogador não conseguir acompanhar a carta da mesa, deverá comprar do monte, uma a uma, até poder descartar.
  3. Caso as cartas do monte acabem, a pilha de descarte deve ser embaralhada para formar um novo monte, deixando apenas a última.
  4. Quando um jogador ficar com apenas uma carta na mão, deve falar Mau-Mau. Caso esqueça e alguém perceba, terá que comprar duas cartas como multa.

Poder das cartas

Valete: funciona como coringa e muda o naipe da mesa para o naipe do valete.

10: inverte o sentido do jogo. Se estava no sentido horário, passa a correr em sentido anti-horário e vice-versa;

Ás: pula a vez do próximo jogador;

Dois: obriga o próximo jogador a comprar duas cartas e perder a vez.

crianças jogando carta

Ilustração: Eveline Jacob

Mexe-mexe

O objetivo do jogo é formar sequências e livrar-se das cartas. Jogue com quatro ou mais jogadores e dois baralhos.  Os coringas neste jogo são as cartas de número 2.

Preparação: Embaralhe as cartas e distribua 11, uma a uma, para cada jogador, iniciando por quem estiver à sua esquerda. As cartas restantes ficam no centro da mesa e servem de “monte de compras”.

O jogo:

  1. O primeiro jogador verifica se há alguma sequência em sua mão. As sequências podem ser de três ou mais cartas de mesmo naipe (ex: A23 de ouros ou 78910 de copas) ou de cartas de números iguais, mas de naipes diferentes (ex: KKKK ou 999).
  2. Se o jogador tiver alguma sequência, pode abaixá-la na mesa para que todos vejam. Não há limite de sequências abaixadas por vez.
  3. O próximo jogador verifica se há alguma sequência que ele possa abaixar ou se tem alguma carta em sua mão que ele possa utilizar para alterar uma sequência na mesa.
  4. Se o jogador não conseguir fazer nada, ele compra uma carta do “monte” e passa a vez para o próximo jogador.

 

quadrocartas

Ilustração: Eveline Jacob