Fitoterapia: saiba como ela pode combater azia e refluxo!

A fitoterapia consiste no emprego de substâncias naturais para prevenir e afastar doenças, e é uma ótima opção para combater os casos de azia e refluxo!

fitoterapia-contra-refluxo-azia
FOTO: Shutterstock

A fitoterapia – tratamento que consiste no uso de substâncias naturais para afastar algumas doenças – é uma ótima opção para combater os casos de azia e refluxo por meio de soluções práticas e caseiras. O principal fundamento da prática é propor tratamentos para manutenção da saúde, sem agredir o organismo, além de prevenir e tratar os problemas crônicos.

Entretanto, apesar da eficiência comprovada, é preciso ter cautela na hora de tomar chás ou iniciar qualquer tipo de tratamento com plantas medicinais, já que várias delas apresentam algum tipo de contraindicação (gravidez, alergias, além de outros problemas crônicos, por exemplo). “A fitoterapia utilizada sem a orientação de um especialista pode trazer graves consequências. Um simples chá de boldo pode ocasionar sérios problemas ao organismo, por exemplo”, alerta a farmacêutica e homeopata Adriana Márcia Gonçalves.

 

fitoterapia-contra-refluxo-azia

FOTO: Shutterstock

O tratamento

Em grande parte dos casos, para tratar a acidez estomacal excessiva – principal fator desencadeante tanto da azia quanto do refluxo -, são prescritos remédios naturais para amenizar essa disfunção. Outras recomendações como não deitar-se logo após as refeições e uma dieta balanceada também fazem parte do tratamento fitoterápico.

Em quadros mais graves, é possível realizar uma cirurgia. Esses casos geralmente são exemplos de pessoas que não têm uma boa resposta ao tratamento convencional e, por conta disso, acabam obtendo outras complicações, que podem atingir o esôfago, em forma de câncer, por exemplo, quando lesões malignas são formadas por conta da acidez excessiva.

fitoterapia-contra-refluxo-azia

FOTO: Shutterstock

 

A automedicação é uma prática perigosa e completamente contraindicada pelos especialistas, ainda mais tratando-se de órgãos tão sensíveis, como os que envolvem o sistema gastrointestinal. Por isso, antes de iniciar qualquer tipo de tratamento medicamentoso, seja ele natural ou não, é preciso fazer uma visita médica e passar pela avaliação clínica adequada.

A azia e o refluxo, quando em estágios iniciais, geralmente podem ser resolvidos com uma simples mudança de hábitos que tende a, inclusive, beneficiar toda a saúde por meio da retirada de alimentos gordurosos e gaseificados da rotina. A prática de atividades físicas regulares também é outro ponto a ser reforçado: com o peso corporal dentro do ideal, uma série de doenças é evitada.

 

 

Consultoria: Adriana Márcia Gonçalves, farmacêutica e homeopata

 

 

LEIA TAMBÉM