Ervas dão sabor às receitas e protegem a saúde

As ervas são capazes de dar mais sabor aos pratos e, de quebra, apresentam propriedades que aumentam a imunidade e protegem a saúde.

Ervas podem ser usadas como tempero
FOTO: Shutterstock Images

Ervas finas são um tempero formado por um conjunto de ingredientes aromáticos, que dão um toque especial a qualquer prato. Acrescentadas ao final do preparo por terem propriedades frágeis, que se perdem no cozimento dos alimentos, elas atiçam não só o paladar, como também o olfato. Além disso, elas apresentam propriedades capazes de fortalecer a imunidade e afastar algumas doenças.

 

Ervas são indicadas para proteger a saúde e dar sabor aos pratos

FOTO: Shutterstock Images

 

Ervas poderosas!

Alecrim: tem propriedades antisséptica, anti-inflamatória e bactericida. Sua ação vasodilatadora ajuda no sistema circulatório, além de ser indicado para casos de gripes e resfriados. Tem ainda caráter relaxante, aliviando sintomas de ansiedade.

Manjericão: para quem anda estressado, trata-se de uma boa pedida. Sintomas como tensão muscular, dor de cabeça ou indigestão podem ser combatidos com o seu uso. Atua também contra náuseas, cólicas e prisão de ventre.

 

SAIBA MAIS:

Conheça os benefícios de alho-poró

7 coisas que você precisa saber sobre a salsa

Horta em casa: aprenda a cultivar temperos

 

Orégano: tem lugar de destaque no que se refere aos benefícios que traz para o coração, ao impedir o acúmulo de moléculas de gordura nas artérias, diminuindo os riscos de infarto ou derrames. É ainda um aliado no combate às cólicas menstruais.

Tomilho: tem propriedades especialmente recomendadas para quem enfrenta problemas respiratórios como bronquite e pneumonia ou apenas quer usufruir de sua ação expectorante. Recupera a flora intestinal após o uso de antibióticos.

Sálvia: sua ação digestiva contribui para uma melhor absorção dos nutrientes. É boa ainda para resfriados e inflamações na garganta. Para as mulheres, ajuda a regular a menstruação e aliviar as cólicas, além de amenizar os sintomas da menopausa.

 

Texto: Marcelo Ricciardi/Colaborador