Entre nessa dança: movimente seu corpo e emagreça ainda mais!

Com atividades físicas dinâmicas e cheias de ritmo, é possível perder peso de uma maneira divertida! Confira qual dança é mais sua cara e invista nela

Mulher, dança, animada
Foto: Shutterstock.com

O estímulo para manter um corpo bonito e saudável não deve parar jamais, mas nem sempre a clássica academia pode ser a melhor opção, não é mesmo? Para quem não é fã de treinos comuns, uma boa opção é a dança, que além de ser divertida, traz diversos benefícios para a saúde e, claro, para a perda de peso. Confira estilos diferentes de dança que podem atrair e ajudar você a abaixar os ponteiros da balança!

Walk Dance

A caminhada é uma das primeiras opções das pessoas que querem deixar o sedentarismo no passado. Mas, por conta da monotonia, o exercício nem sempre se torna a melhor opção. Pensando em deixar a atividade mais divertida, a bailarina e sócia do Estúdio Anacã, Helô Gouvêa, criou o método que combina o movimento da caminhada com a dança: o Walk Dance. A atividade, além de ser mais dinâmica, trabalha todos os grupos musculares do corpo, sendo possível a perda de, aproximadamente, 500 calorias em apenas uma aula. “A modalidade tem o poder de ‘alfabetizar’ o corpo ritmicamente, usando gestos repetitivos e coordenados”, explica Helô.

Dançando, mulher, loira, dança

Foto: Shutterstock.com

Street Dance

A conhecida dança de rua faz parte de uma cultura que engloba diversas modalidades de dança. É um estilo mais variado pois, em cada aula, o professor ensina a essência de diferentes estilos, como breaking, locking, popping, freestyle, entre outros. É uma dança com muitos movimentos e agachamentos, trabalhando, em especial, os músculos das pernas e coxas.

Zumba

Com seu estilo animado, cheio de movimentos rápidos e com muito ritmo, a zumba traz inúmeros benefícios. Além do fortalecimento de ossos e músculos, o estilo de dança tem um gasto de, aproximadamente, 1000 calorias por hora, dependendo da intensidade da aula. Além do emagrecimento, a dança ajuda no aumento dos níveis do metabolismo basal – quantidade calórica que o corpo necessita por dia.

Consultoria: Helô Gouvêa, bailarina e sócia do Estúdio de Movimentos e Terapias Corporais Anacã, de São Paulo (SP)

LEIA TAMBÉM