Doenças de adultos em crianças: por que acontece?

Crianças têm sido afetadas com doenças de adultos, como hipertensão, obesidade, depressão... Saiba como evitá-las e proteger a saúde dos pequenos

criança menino de blusa de frio cinza com as mãos na cabeça olhando para o chão, triste, fundo da imagem cinza
Foto: Shutterstock

Sabia que hoje em dia muitas crianças sofrem com doenças que normalmente são de adultos? Os hábitos diários têm influenciado na manifestação de problemas como colesterol alto, hipertensão e obesidade nos pequenos.

Para evitar essas doenças e proteger a saúde das crianças, fique atenta às causas, sintomas e como tratar cada enfermidade.

criança menino de blusa de frio cinza com as mãos na cabeça olhando para o chão, triste, fundo da imagem cinza, explicando as doenças de adultos em crianças

Foto: Shutterstock

 Depressão e ansiedade

  • Causas: estilo de vida, excesso de atividades e de cobranças, imediatismo, dificuldades no relacionamento familiar ou no ambiente escolar.
  • Sintomas: tristeza, alterações no apetite, sensação de incapacidade, irritabilidade e isolamento.
  • Como tratar: é importante procurar acompanhamento psicológico.

Hipertensão

  • Causas: vida sedentária, alimentação inadequada e excesso de sal nas refeições.
  • Sintomas: vão desde simples dores de cabeça ao aumento no volume de urina.
  • Como tratar: pode ser necessário o uso de medicação, mas o controle se dá com a adoção de novos hábitos, que incluem uma dieta balanceada (com baixo teor de sal) e a prática de exercícios físicos.

Colesterol alto

  • Causas: excesso de gordura na alimentação.
  • Sintomas: são praticamente imperceptíveis.
  • Como tratar: cortar os excessos de gordura e guloseimas e praticar atividades físicas. O consumo de alimentos ricos em HDL (colesterol bom) também ajudam a baixar o índice do colesterol ruim.
criança menino apoiado na mesa branca olhando com muita vontade para um lanche, explicando as doenças de adultos em crianças

Foto: Shutterstock

Obesidade

  • Causas: exageros alimentares, escolhas erradas nas refeições e falta de exercícios.
  • Sintomas: além do peso acima do normal para a idade, pode gerar cansaço e baixa autoestima.
  • Como tratar: com reeducação alimentar prescrita por um nutricionista, acompanhada de atividades que movimentem o corpo.

Úlcera de estômago

  • Causas: alimentação inadequada e estresse, provocado pela sobrecarga de atividades, pressão excessiva e autocobrança.
  • Sintomas: dor, azia, vômito e dificuldade de digestão.
  • Como tratar: rever o cardápio e evitar alimentos ácidos, gordurosos e doces, que podem desencadear as crises. Atividades de lazer ajudam a baixar os níveis de estresse.

Taxa glicêmica alta

  • Causas: o diabetes ocorre devido à baixa produção de insulina pelo pâncreas ou pelo consumo excessivo de açúcar.
  • Sintomas: aumento da sede e do volume de urina, fraqueza, mal-estar e hálito com cheiro de amoníaco.
  • Como tratar: o tratamento deve ser indicado por um médico. A mudança de hábitos alimentares e a inclusão de atividades físicas são essenciais. O diabetes tipo I deve ser tratado com insulina.

Consultoria: José Gabel, médico pediatra do Hospital Israelita Albert Einstein.

LEIA TAMBÉM: