10 dicas fundamentais para facilitar a vida de quem ama congelar alimentos!

Já pensou em cozinhar poucas vezes na semana e se alimentar corretamente sem prejudicar sua reeducação alimentar? Veja como!

congelar alimentos
Congelar os alimentos facilita muito a rotina, sabia? FOTO: Shutterstock

Há muitos anos, o homem descobriu uma maneira eficaz de armazenar comida por bastante tempo: congelando-a. Mas será que é possível utilizar esse mesmo processo com comidas que já foram preparadas e, ainda assim, manter seus nutrientes e seu sabor? “Todo processo de manipulação dos alimentos envolve perdas nutricionais, porém, o congelamento promove perdas mínimas, além de retardar o processo de deterioração dos alimentos ao inibir o crescimento de microrganismos”, explica a nutricionista Thainá Queiroz. A seguir, você confere algumas dicas para facilitar essa tarefa!

 

Melhores pratos

Diversos alimentos podem ser congelados para aumentar a praticidade e garantir que suas refeições continuem com sabor e qualidade. De acordo com Thainá, existem algumas opções que se adequam melhor a essa técnica.

  • Leguminosas: deixe-as de molho por 8 horas, despreze a água, cozinhe sem tempero e congele em pequenas porções em vasilhas de vidro, com tampa. Aposte em grão-de-bico, feijão e lentilha.
  • Tubérculos: a batata-doce, o cará e o inhame podem ser cozidos no vapor em fatias grossas e congelados posteriormente. Todas as noites, retire algumas fatias e transfira para a geladeira. No dia seguinte, é só aquecer ou consumir geladinho.
  • Proteínas: tanto a carne vermelha quanto a branca podem ser preparadas e congeladas já prontas, de preferência, em vasilhas individuais e de vidro.
alimentos congelados

O mais indicado é descongelar os ingredientes o mais lentamente possível, de preferência, na parte de baixo da geladeira! FOTO: Shutterstock

Detalhes importantes

O congelamento tende a acentuar o sal e o tempero dos seus pratos, portanto, o recomendado é usar menos sal e menor quantidade de condimentos. Se preferir, para não errar a quantidade, use o sal marinho (pode ser encontrado em supermercados), que é mais suave e salga menos.

Além disso, a embalagem em que o alimento será conservado é essencial para manter a sua qualidade, pois ela impede que o ingrediente entre em contato com o ar frio e seco do congelador, indispensável para a conservação dos alimentos. Para os que são sólidos, opte pelo uso de potes plásticos com tampa, bandejas de alumínio, papel-filme, papel-alumínio (com a parte brilhante voltada para o alimento) e sacos plásticos transparentes.

Já para os líquidos, além de potes plásticos com tampa, não se esqueça de utilizar vidros com tampa e formas de gelo, as quais são especialmente práticas, pois você pode congelar pequenas quantidades de alimentos (molho de tomate, por exemplo), depois retirar das forminhas e guardar as porções individuais em um saco plástico.

 

Organização em dia

Para não se confundir e evitar que o alimento estrague, tenha em mente que é necessário etiquetar todos os potes que forem levados ao congelador. Lembre-se de anotar a data em que você preparou a refeição, o tipo de alimento e a data de validade. Essa medida simples é capaz de conservar a qualidade dos ingredientes. Confira 10 passos para congelar alimentos da melhor maneira possível:

 

1. Lembre-se de tampar o recipiente somente após o alimento ter esfriado por completo.

 

2. Sempre armazene os alimentos em recipientes tampados que os protejam do ar no congelador. A linha Jeitosos, especialmente desenvolvida para essa finalidade, além de manter o aroma e o sabor dos alimentos.

 

3. Dividir a comida em porções antes de congelá-la vai acelerar o tempo de congelamento e, no momento em que for consumida, você poderá descongelar apenas a quantidade que pretende usar.

 

4. O segredo por trás dos excelentes resultados com legumes congelados é branqueá-los antes de levá-los ao freezer, um processo que consiste em mergulhar os legumes por alguns minutos em água fervente. Esse procedimento se torna muito mais fácil com a ajuda da Múltipla.

5. Para descongelar carne, coloque-a na geladeira na noite anterior ao cozimento. Nunca deixe a carne mais de 24 horas na geladeira antes de cozinhá-la. A Espaçosa Framboesa é uma boa pedida para armazenar carnes no freezer, garante um bom espaço entre as peças.

 

6. Tortas podem ser congeladas cruas ou assadas. Coloque a massa não confeitada em uma forma de silicone que será utilizada para assá-la. Leve ao freezer por algumas horas até congelar (já com o formato desejado) e então coloque na Freezertime, que, além de ser flexível e não rachar, conta com tampa que possui sistema de datas, em que cada número se refere ao mês e cada pontinho à semana do mês.

alimentos congelados

O segredo por trás dos excelentes resultados com legumes congelados é branqueá-los antes de levá-los ao freezer. FOTO: Shutterstock

7. Ovos podem ser congelados, porém nunca na casca, pois elas quebram. Quebre cada ovo em uma tigela diferente e verifique se está fresco. Para congelar os ovos inteiros, misture-os sem batê-los. Acrescente 10 g de açúcar ou 3 g de sal para cada 100 ml de ovos inteiros, a fim de evitar que fiquem com consistência granulosa.

 

8. O prazo de validade de alimentos congelados irá variar de acordo com o tipo de alimento, a qualidade do produto antes de ser congelado e se o alimento foi preparado e armazenado corretamente.

 

9. Evite, sempre que possível, o descongelamento em temperatura ambiente, pois essa é a maneira mais fácil para os micro-organismos se proliferarem.

 

10. Existem alimentos que, devido a sua estrutura e quantidade de água, não são bons para congelar. Portanto, não congele alimentos como maionese, gelatina, sal, batatas cruas, caldas com leite, legumes utilizados em saladas cruas e preparos à base de ovos, como claras cozidas, merengue e cobertura de clara de ovo.

 

Consultoria:  Thainá Queiroz, nutricionista

Fonte: Tupperware® – www.tupperware.com.br

 

LEIA TAMBÉM