Dicas de atrações para aproveitar a cidade de Amsterdã

São muitas as formas de definir Amsterdã. Antiga e moderna, liberal e conservadora, um dos mais importantes centros econômicos e culturais do mundo, e não para por aí.

Por Vinicius Galico - 24/10/2017

Foto: Wikimedia Commons

Amsterdã é a charmosa e moderna capital da Holanda, também conhecida como Reino dos Países Baixos. Situada na província da Holanda do Norte, ela também é o centro econômico e cultural mais importante de todo o país, o que leva a atrair milhões de turistas de todo o mundo.

Dado a sua importância e tamanho, são muitas as possibilidades de turismo em Amsterdã, que agradam os mais diferentes tipos de pessoas.  A cidade acabou ganhando a fama de ser um destino muito procurado pelos jovens, pois o país como um todo possui visões mais liberais acerca de tabus em outras sociedades, mas não se engane: Amsterdã é para todos.

Van Gogh Museum

Seu acervo é composto por trabalhos do pintor Vincent Van Gogh e de seus contemporâneos. Uma visita ao Museu Van Gogh é uma experiência única. O museu contém a maior coleção de pinturas de Vincent van Gogh no mundo.

Ele oferece a oportunidade de acompanhar a evolução do artista, ou comparar suas pinturas às obras de outros artistas do século XIX na coleção. O museu também oferece uma vasta oferta de exposições sobre vários assuntos do século XIX e história da arte. A coleção permanente do museu inclui mais de 200 pinturas de Van Gogh e muitos desenhos e cartas.

Fotografia da fachada do Van Gogh Museum, em Amsterdã, Holanda.

Situado em Amsterdã, o museu possui o maior acervo de obras do pintor holandês Van Gogh. Foto: maxpixel

Canais de Amsterdã

Não há melhor forma de conhecer Amsterdã do que caminhando às margens de seus inúmeros canais. A capital da Holanda é chamada de Veneza do Norte e não é à toa: ela possui mais de 100 quilômetros de canais, cerca de 90 ilhas e 1500 pontes. Os três principais canais, Herengracht, Prinsengracht, e Keizersgracht, cavados no Século XVII durante a Idade de Ouro Holandesa, formam cinturões concêntricos ao redor da cidade, conhecidos como Grachtengordel. Destaque para o bairro de Jordaan, que foi construído para abrigar os construtores desses canais e hoje é um centro de efervescência cultural.

Fotografia do canal de Jordaan, em Amsterdã, Holanda.

Os canais que circundam o bairro de Jordan, em Amstedã, são os mais procurados pelos turistas. Foto: Wikimedia Commons

Albert Cuypmarkt

Amsterdã é famosa por suas feiras e mercados à ceu aberto. Tanto é que ela abriga o maior mercado de rua do mundo, o Albert Cuypmarkt. O Nome é uma homenagem a Albert Cuyp, um importante pintor holandês nascido no século XVII que costumava retratar as paisagens naturais e rurais da Holanda. Entre as diversas atrações do mercado, você não pode deixar de experimentar o stroopwafel, uma espécie da biscoito recheado com caramelo. Saboroso e barato, ele se tornou um símbolo nacional.

Foto de um quarteirão do Albert Cuypmarkt, em Amsterdã, Holanda.

O Albert Cuypmarkt é o maior mercado de rua do mundo. Foto: Wikimedia Commons

LEIA TAMBÉM