S.O.S. dos pais: livro dá dicas para educação em casa

Relembre o livro de Cris Poli, a querida Supernanny, com dicas de como educar bem crianças e adolescentes

SOS pai e filho
Filho mal educado tem jeito. Pulso firme e jogo de cintura são fundamentais. (Foto: Shutterstock/Pixabay Images)

Crianças são mandonas por natureza. Por vezes, é difícil conter-lhes o ímpeto e impor sua autoridade. No entanto, é fundamental que você não abra mão do seu papel e que ensine ao filho que ele precisa obedecer”. Com essa frase, a educadora Cris Poli, a querida Supernanny, começa seu mais recente livro, S.O.S. Pais- 500 dicas para educar sem enlouquecer, publicado pela Editora Mundo Cristão. Nós relembramos os principais conselhos dessa guru da educação.

Quando seu filho…

… não respeita os pais: “mude o seu comportamento. Em vez de ser autoritária e arrogante, impor autoridade pela força, gritar ou bater, comporte-se e tenha atitudes firmes, seguras e com convicção – mas com muito amor”.

… confronta tudo o que você fala: converse, não grite nem ache que ele, por ser criança, não sabe o que diz. Faça-o cumprir as regras na seguinte sequência: mostre a regra, dê uma advertência e, se continuar a desobediência, ponha-o no cantinho da disciplina.

… vira as costas quando você fala com ele: “não permita que isso aconteça. Seu filho precisa prestar atenção em você, olhar nos seus olhos, ouvir o que está dizendo. Segure-o se for necessário, com firmeza, mas com amor, para que preste atenção”.

… só te atende quando você grita: “talvez essa seja uma reação ao fato de você só falar gritando. Se quer mudar isso, a primeira coisa é não gritar”.

… começa a mentir com muita frequência: “você não deve ficar brava, bater ou tomar atitudes drásticas com seu filho. Simplesmente chame-o à realidade, mostrando que aquilo não é verdade. Diga que não precisa mentir ou esconder atitudes erradas”.

… só quer roupas e acessórios da moda: “esse desejo é comum, mas os pais devem estabelecer limites, que não vão provocar traumas ou grandes problemas”.

… sente ciúme do irmão que nasceu: “organize seu dia para ter um tempo exclusivo para o filho mais velho. Você pode convidá-lo para participar dos cuidados com o mais novo. A intenção é fazer com que ele se sinta importante”.

VEJA TAMBÉM: