5 danças que transformam o corpo e a saúde com muito ritmo e diversão!

A dança é uma opção divertida para quem não sente atração pela caminhada nem pela musculação, mas quer deixar o sedentarismo de lado!

dança
Você pode escolher o estilo de dança que mais lhe agrada e se divertir muito nas aulas! FOTO: Shutterstock

Quem nunca sonhou em repetir os passos perfeitos dos filmes de Hollywood? Mesmo as pessoas mais “durinhas” desejam ter o molejo que envolve o corpo e a alma. Dançar é bem mais do que diversão ou exercício físico, pois também traz enormes benefícios à autoestima, ao convívio social e aos relacionamentos afetivos. Todos os estilos de dança citados exigem grande esforço da musculatura do quadril, do abdômen e do dorso, requisito essencial para se ter uma postura correta. A salsa, o samba e o forró, por exemplo, por terem passos mais acelerados, exercitam ainda mais os músculos dos membros inferiores. Saiba mais!

Entrando no ritmo!

Qualquer pessoa saudável pode dançar, sem restrições de idade ou gênero. Basta passar por uma avaliação médica, que determinará o treino adequado às necessidades individuais. Vale lembrar que quem sofre com problemas de joelho ou articulações precisa ter cuidados especiais. De modo geral, é recomendável praticar três vezes por semana, em dias alternados. Em um mês de dança, os resultados já podem ser sentidos, e, ainda que você não vire um “pé de valsa”, o que vale é garantir benefícios para o corpo com muita diversão. Conheça melhor alguns estilos:

dança

A zumba, dança oferecida pelas academias, é uma excelente alternativa para começar a se mexer! FOTO Istock.com/GettyImages

Forró

A dança alegre e envolvente tem duas modalidades mais conhecidas: tradicional (nordestino ou pé-de-serra) e universitário. A primeira, como indica o nome, revela a origem do estilo provocante e sensual típico dessa região do país. A segunda vem da região Sudeste e tem como características a aproximação do casal e os passos curtos.

Frevo

O ritmo brasileiro nascido na cidade de Recife, em Pernambuco, é frenético e exige preparo físico. Isso porque os passos básicos são os pulos, além da coreografia, que é feita com uma sombrinha. Exercita os músculos das pernas, do bumbum e do abdômen. Não é indicado para quem tem problemas no joelho.

dança

O balé emagrece, fortalece os músculos e aumenta a flexibilidade! FOTO: Shutterstock

Salsa

A palavra, que em castelhano significa tempero, expressa a mistura das influências latinas do mambo, do merengue e da rumba. Os passos animados e cheios de ginga garantem aos seus praticantes um corpo mais flexível.

Samba de gafieira

Preferida por cariocas e paulistas, é uma dança brasileira que reforça uma atitude de malandragem, elegância e gingado.

Tango

Originário de Buenos Aires, na Argentina, atualmente tem três estilos: o internacional, o americano e o argentino. Com passos firmes e elegantes, é um ritmo sensual, sempre acompanhado por músicas dramáticas. Garante pernas torneadas e melhora na postura corporal.

 

Texto Redação Alto Astral

 

LEIA TAMBÉM