Criação doméstica de pets exóticos requer cuidados

A família decidiu ter um bichinho de estimação diferente em casa e você está com dúvidas do que fazer? Veja só essas dicas antes de adquirir seu pet exótico

Tucano, colorido, galho de ·rvore
FOTO: Shutterstock.com

Animais exóticos têm conquistado cada vez mais o coração e os lares dos brasileiros. Hamsters, furões, lagartos, tartarugas e saguis dividem o espaço que antes era praticamente exclusivo de cães e gatos. Mas para mantê-los com saúde, é imprescindível tomar uma série de cuidados. Por isso, se você está pensando em adquirir um ou se já tem em casa, preste atenção a alguns pontos:

  • Antes de comprar o pet exótico, certifique-se junto ao IBAMA (órgão nacional regulador) de que a espécie e o criador são legalizados. Além disso, alguns animais têm restrição por estado, fique atento!
  • Não adquira o pet por impulso, os cuidados demandam tempo e atenção. E algumas espécies, como as tartarugas, vivem muito tempo.
  • O cuidado com a saúde requer veterinário especializado em animais silvestres. Procure um profissional de confiança, especialista nesse tipo de animal.
  • A alimentação deve ser criteriosa, levando em conta os hábitos naturais da espécie escolhida. Oferecer animais vivos aos pets como forma de alimentação resgata o instinto de caça dos animais, por exemplo, além de serem muito nutritivas. Em lojas especializadas já é possível encontrar tenébrios, baratas e grilos vivos para esse fim.
camaleão em galho

FOTO: Shutterstock.com

Regularização

Só estão isentos de controle de venda as espécies consideradas domésticas, como cães, gatos e hamsters, por exemplo.
No estado de São Paulo, para ter em casa um dos animais silvestres nativos abaixo, é preciso que ele seja adquirido de empreendimento autorizado pela Secretaria do Meio Ambiente (SMA), a venda seja acompanhada de nota fiscal e o animal tenha marcação individual.

A importação de invertebrados, anfíbios e répteis está proibida desde 1998. Só podem ser adquiridos animais criados no Brasil, por criadouros autorizados.
·         Sagui
·         Arara
·         Tucano
·         Curió
·         Trinca-Ferro
·         Canário
·         Teiú
·         Coruja
·         Tartaruga tigre d’água
·         Ghekko
·         Camaleão
·         Cobra
·         Aranha

No Estado de São Paulo é proibida a criação e comercialização de iguanas.
Os furões, cuja demanda cresceu nos últimos anos, só podem ser importados e comercializados depois de castrados.

 

SAIBA MAIS

5 pets para ter em casa. Saiba como cuidar

Como os pets podem ajudar os donos

Como evitar que o gato do vizinho entre em casa

7 dicas para levar seu cão para passear

Onde encontrar insetos vivos

Existem empresas especializadas na criação de insetos, que disponibilizam no mercado diversas opções para alimentação de animais exóticos. São grilos, baratas e tenébrios, comercializados vivos nos pet shops, dentro de pequenas embalagens especiais, desenvolvidas para que garantam a possibilidade de consumo em até de 30 dias.  “Os insetos têm alto teor de proteína, ácidos graxos e minerais de alta digestibilidade. Além disso, fornecer alimento vivo aos animais estimula o contato com a natureza e diverte o bicho e o dono”, afirma Eduardo Matos, proprietário da Safari, uma das empresas que comercializa este tipo de produto.