Conheça as seis melhores dietas para 2020

Saiba quais sãos os princípios do jejum intermitente, sirtfood, mediterrânea, paleolítica, cetogênica e low carb

dietas 2020
Foto: Shutterstock

Projeto Verão é coisa do passado! Afinal, não é novidade para ninguém que manter um corpo saudável e uma alimentação regulada deve se estender pelo ano todo, e não mais a uma única estação. Basicamente, todos procuram um regime que possa diminuir o consumo de alimentos calóricos ou ricos em carboidratos. Isso sem contar a batalha contínua para perder aqueles quilinhos extras e tirar o inchaço. Não é à toa que o número de pesquisas de dietas 2020 tenha crescido, ultrapassando cem mil resultados.

Algumas já ganharam destaque na mídia graças aos resultados incríveis observados em famosos. Como, por exemplo, a ‘Sirtfood‘, adotada pela cantora Adele, que perdeu 45 quilos. E outras que são indicadas por especialistas e caem no gosto popular. A dieta ‘Mediterrânea’ foi a queridinha de 2019 pela revista US News & World Report e continuará no ranking este ano.

Saiba mais sobre as dietas 2020

Sirtfood

O método foi desenvolvido por pesquisadores britânicos e consiste na perda de peso por meio de restrição calórica e do consumo de alimentos que estimulem as sirtuínas (enzimas que melhoram o metabolismo), como, por exemplo, trigo sarraceno, couve tipo kale, morango e chocolate amargo. Parece fácil, né? Mas assim como toda dieta é extremamente necessário e recomendável procurar um nutricionista para indicar o melhor plano alimentar a ser seguido.

Ainda não foram feitas muitas pesquisas que comprovem o resultado positivo da dieta Sirtfood, mas como os alimentos que fazem parte dela são muitos saudáveis (ricos em antioxidantes), o emagrecimento e uma maior qualidade de vida são bastante comuns para quem segue o método.

Mediterrânea

Seu nome está relacionada ao modo de viver dos moradores das regiões banhadas pelo Mar Mediterrâneo. Ela está fortemente associada à saúde cardiovascular e à longevidade. É baseada no consumo de comidas frescas e naturais como legumes, frutas, cereais, peixes, azeite, leite, queijo e grãos.

A carne vermelha pode estar presente durante as refeições, mas não em grandes quantidades. Já os congelados, produtos industrializados, embutidos e enlatados estão fora e devem ser evitados.

Paleolítica

Ela parte do princípio de que o homem moderno deve voltar a ter alguns hábitos alimentares semelhantes ao primitivo, da época das cavernas. A principal fonte da dieta são as proteínas, dentre elas peixes, aves, cortes magros de carne, frutos do mar e comidas com gorduras naturais.

Entre as gorduras liberadas estão o óleo de coco, azeite, castanhas e outros óleos vegetais. O pensamento é: quanto menos processados, melhor! Raízes e tubérculos, como batata, mandioca, nhame, mandioca e batata doce também podem estar presentes nas refeições.

Frutas e verduras estão liberados. Basicamente, a dieta paleolítica não contém restrições, mas um cuidado maior com a procedência do que está sendo ingerido.

 

Low carb

Nesta dieta, os carboidratos não são cortados, mas são evitados e devem corresponder a cerca de apenas 35% da ingestão diária de alimentos. Para complementar, é importante também a troca de carboidratos simples, por outros complexos. Batata-doce e inhame são duas ótimas opções de substituição. Deborah Secco já revelou ser adepta à dieta. É uma das favoritas para as dietas 2020.

Jejum intermitente

O método de emagrecimento é o queridinho das famosas no momento. Celebridades como Sabrina Sato, Juliana Paes e Jennifer Aniston já adotaram a dieta. Neste tipo de jejum, a pessoa deve ficar cerca de 12 à 23 horas no máximo sem comer para assim, acelerar o metabolismo e diminuir a ingestão de calorias. Muitas vezes, é pulada uma  refeição, como a janta ou o café da manhã, ou até mesmo combinada com a dieta lowcarb, por exemplo, para garantir um emagrecimento mais rápido. Durante o período sem alimentos sólidos, água e chás são bem-vindos. Vale ressaltar que a prática divide nutricionistas e não faz bem para qualquer tipo de organismo.

Cetogênica

É uma boa escolha para quem procura perder peso rapidamente. Isto porque reduz a ingestão de proteínas e carboidratos a apenas 50g. Além disso, a ideia é que 90% das calorias diárias sejam provenientes de gorduras, como as presentes nas castanhas e no azeite.

Uma curiosidade sobre essa dieta é que ela foi criada para ajudar o tratamento da epilepsia e já foi adotada por diferentes celebridades como Giovanna Antonelli e Marília Mendonça. Ainda assim, é importante ressaltar que se seguida por mais de três semanas, a restrição de alimentos pode ser prejudicial à saúde e causar sobrecarga nos rins. Além disso, pessoas com diabetes, problemas renais ou que possuem gordura no fígado não devem seguir este tipo de cardápio.

Lembrando que, antes de começar alguma das dietas 2020, é importante consultar uma nutricionista ou especialista para entender como elas irão agir no seu corpo e quais são as proporções corretas para ingestão.

Leia também: