Confira as vantagens dos alimentos antioxidantes

O segredo para controlar os radicais livres, são os alimentos antioxidantes. Além de manterem as células em ordem, trazem outros benefícios para a saúde.

Frutas e legumes, limões, batatas, pimenta, tomates, espargos
Foto Shutterstock.com

Os antioxidantes possuem a função de proteger. “Eles agem bloqueando a formação dos radicais livres ou interagindo com eles, tornando-os inativos”, diz o médico nutrólogo Antonio Fernandez. Estão presentes principalmente em frutas, legumes, verduras e ervas, mas também podem ser encontrados em grãos e cereais integrais, ovos e até laticínios.

 

Frutas e legumes, limões, batatas, pimenta, tomates, espargos

Foto Shutterstock.com

 

Lutam contra o quê?

Os antioxidantes vivem numa batalha contra os radicais livres. “Os radicais livres são produzidos normalmente pelo nosso metabolismo. São subprodutos da atividade das células e da oxidação de gorduras”, explica a médica ortomolecular e nutróloga Tamara Mazaracki. Ou seja, o corpo libera radicais livres através do processo de respiração. “São moléculas altamente instáveis e quimicamente muito reativas. Danificam os componentes das células, inclusive o DNA, podendo trazer problemas de saúde que vão desde o enfraquecimento do sistema imunológico até doenças mais graves, como o câncer”, acrescenta Antonio Fernandez.

 

DNA

Foto giphy.com

O que é estresse oxidativo?

O processo chamado de estresse oxidativo ocorre quando os radicais livres são produzidos em excesso e causam danos às células. Para que o organismo funcione corretamente, é necessário haver um equilíbrio entre as substâncias antioxidantes e os radicais livres. “O corpo humano possui inúmeras enzimas com ação antioxidante que dependem de um aporte nutricional correto (ou seja, precisam de matéria-prima para sua produção). Nutrição preventiva é a melhor forma de minimizar a ação destrutiva dos radicais livres”, explica Tamara.

 

imagem de várias chaminés

Foto giphy.com

 

Porque tanto estresse?

O problema, como sempre, está no excesso e alguns hábitos podem fazer com que os radicais livres aumentem a ponto de provocar desde envelhecimento precoce até câncer. “Algumas causas externas como tabagismo, poluição do ar, remédios que contêm oxidantes, radiações ionizantes e solares, maior consumo de gorduras e choques térmicos contribuem para aumentar o poder dos radicais livres e, como consequência, sua ação prejudicial”, afirma Antonio.

Como evitar?

“Uma alimentação rica em antioxidantes é apontada como o melhor método de prevenção aos efeitos nocivos dos radicais livres”, afirma Antonio Fernandez. Para obter o benefício de diferentes substâncias, o recomendado é variar o cardápio durante a semana, optando por alimentos de cores diferentes.

 

frutas sendo guardadas dentro de uma caixa

Foto giphy.com

 

Apostes nesses alimentos:

Acerola, caju, pimentão, kiwi, mamão, mexerica, laranja, limão, morango, brócolis, couve, gema de ovo, oleaginosas (avelã, amendoim, nozes…), abacate, couve, espinafre, rúcula, ostras, cereais integrais, peixes, castanha-do-pará, farelo de trigo, sementes de girassol, milho, ostras, cenoura, abóbora, beterraba, batata-doce, brócolis, couve, damasco, espinafre, manga, mamão, pêssego, entre outros alimentos.

Saiba mais:

Conheça os benefícios da banana verde

Café contra o câncer

As principais causas do AVC

Consultoria Antonio Fernandez, médico ortomolecular; Tamara Mazaracki, médica ortomolecular e nutróloga