Como voltar à rotina após a licença-maternidade

Psicólogo dá dicas de como tirar de letra essa fase de adaptação

Mulher e filho, mãe e bebê, abraço, amor, fundo branco
Por Redação Alto Astral - 12/09/2016

Foto Shutterstock.com

Ser mãe é uma das maiores dádivas da vida. Carregar o fruto do amor dentro do próprio corpo por nove meses é uma das melhores sensações que uma mulher pode sentir. A ligação entre mulher e filho é tão grande que, após o nascimento do bebê, muitas mamães passam por uma certa dificuldade para voltar à rotina.

Foi pensando nisso que conversamos com o psicólogo Alexandre Bez, que falou sobre os preparativos físicos e emocionais para se readaptar ao dia a dia!

Como voltar à rotina após a licença maternidade

Shutterstock

Como se readaptar após a licença-maternidade

Para retornar à rotina é preciso estabelecer um foco. Se o seu foco é continuar o mesmo ritmo de trabalho e estudo, precisará deixar seu bebê em um local de confiança. “Deixar a criança em um local seguro transmite tranquilidade para que a pessoa possa trabalhar despreocupada”, explica o psicólogo.

Para isso, você têm três opções: creche, babá ou escolinha. Não existe uma opções correta, podendo variar de família para família. O melhor caminho é analisar as três alternativas e escolher conforme a disponibilidade financeira e a credibilidade do lugar.

Interagir com seu estado mental e não passar desespero para a criança é de extrema importância. É nessa fase que a personalidade do bebê começa a ser moldada. “Ele tem que entender que um dia a mãe vai se separar dela”, enfatiza Alexandre. É papel da mãe entender que essa é uma fase que precisa ser superada. Ficar longe por algumas horas é um mal necessário.

Dicas para melhorar o dia a dia

Leite materno garante nutrientes que ajudam no desenvolvimento infantil

FOTO: Liquid Library Other Imagens

 

Nesse momento de adaptação, aproveite as dicas do psicólogo:

-Converse com outras mães para tirar dúvidas;
-Não conte as horas regressivamente, não se desespere;
-Curta suas atividades sem neurose;
-Dedique um tempo ao seu marido. Ele também é parte dessa família, da mesma forma que ele também deve ajudar com esse período de adaptação;
-Permita que o bebê fique um tempo sozinho, supervisionado;
-Permita-se voltar à rotina. Você não será menos ou pior mãe por causa disso.

 

LEIA TAMBÉM