Como evitar alimentos industrializados e melhorar a alimentação?

Os alimentos industrializados são grandes vilões na dieta de quem quer melhorar o cardápio. Confira algumas dicas de como fugir deles!

Carrinhos de supermercado com diversos alimentos naturais
Alimentos: representa que o corpo e a alma estão precisando de novidades e mais fé. De boa qualidade: felicidade. Oferecê-los a outra pessoa: recompensa. Se não estiverem com boa aparência: podem significar obstáculos em família. – Foto: iStock

Você tem dois caminhos  a seguir: de um lado, rótulos que guiam a sua alimentação, com promessa de que aquele produto é a melhor escolha para a sua saúde; de outro, você, olhando os ingredientes, entendendo o que cada um significa, o que cabe nos seu cardápio e aquilo que deve ficar de fora. Qual estrada você prefere? Essa mentalização nos faz pensar no quanto delegamos a nossa alimentação para indústrias e em como acreditamos que elas podem resolver nosso cardápio. Porém, a praticidade, nesse caso, nem sempre é positiva: “os alimentos industrializados geralmente possuem grandes quantidade de açúcar e sódio (sal) que é o conservante universal. Isso pode trazer dificuldades no controle da pressão arterial em hipertensos ou desencadear a doença em pessoas com predisposição”, aponta o nutricionista e personal trainer, Felipe Monnerat.

 

alimentos

Aprenda fazer escolhas mais saudáveis na hora do supermercado Foto Istock.com/Getty images

Estrada tortuosa

Nem tudo que está a seu alcance nas prateleiras pode ser considerado ruim. “Felizmente, já existem diversas marcas no mercado com o compromisso de fazer alimentos industrializados sem aditivos químicos prejudiciais à saúde, sendo o mais próximo possível do natural”, destaca a nutricionista Carolina Arbache. Ou seja, quanto menos processado o alimento é, mais próximo da sua versão natural, melhor!

No caminho da roça

Para fazer bem para a saúde do corpo e do bolso, é bacana investir em alimentos frescos, de safra e que você encontra em feiras! Além disso, Felipe destaca: “é consenso que não devem faltar no prato do brasileiro, frutas, legumes e verduras”. Isso porque, de acordo com o IBGE, cerca de 82% da população ingere menos de 400g de frutas e hortaliças por dia, a quantidade ideal para uma boa nutrição.

 

prato de salada

Invista nos alimentos naturais e livre-se dos industrializados! Foto Istock.com/Getty images

Corrida sem obstáculos

Para uma alimentação mais diversa, livre de alimentos industrializados e em que você é o protagonista da sua história, os profissionais elencaram as principais sugestões:

  • Exclua alimentos ultraprocessados da alimentação cotidiana.
  • Dê preferência a alimentos o mais natural possível.
  • Leia rótulos e evite ingredientes com nomes estranhos.
  • Planeje-se para não apelar para alimentos ultraprocessados: prepare o molho de tomate em casa e congele para próximas vezes e carregue snacks saudáveis com você, por exemplo.
  • A marmita é uma grande aliada da alimentação saudável. Se não der para preparar na hora, congele.
  • Prefira sucos naturais e, se não for possível, utilize polpas de frutas (puras) congeladas.
  • Evite temperos prontos, óleo de cozinha refinado, shoyu com glutamato e corante.
  • Busque auxílio de um profissional da nutrição para um plano alimentar individualizado e esteja com os exames sempre em dia.

 

Consultoria Carolina Arbache, nutricionista; Felipe Monnerat, nutricionista e personal trainer 

Texto Redação Alto Astral

Leia também: