Conheça as áreas do cérebro afetadas pelo Alzheimer

Conheça como o Alzheimer afeta o órgão responsável pela mente e corpo humanos e como regiões responsáveis por funções básicas são comprometidas

Áreas afetadas pelo Alzheimer: entenda mais sobre a doença
Foto: iStock

Com o desenvolvimento do Alzheimer, algumas partes do cérebro vão fibrilando, gerando placas de proteínas que dificultam suas operações em geral. Mas, por que essas proteínas prejudicam o desenvolvimento das atividades normais do órgão e quais as áreas afetadas pelo Alzheimer?

O que a ciência já conseguiu descobrir é que acontece um processamento anormal de peptídeos e de proteínas, que se depositam em espaços que existem entre os neurônios. Com o passar do tempo, essas substâncias formam placas e emaranhados que aprisionam células cerebrais.

“Na demência de Alzheimer, são frequentemente acometidas a área do hipocampo e regiões vizinhas, comprometendo a capacidade de memorizar novas informações, com manutenção das informações adquiridas no passado”, indica a geriatra Fernanda Terribili. “A ação de peptídeos e proteínas anormalmente processadas inicia o processo de degeneração progressiva de agrupamentos neuronais e propagam-se pelo sistema nervoso central”, acrescenta a geriatra.

Confira as áreas afetadas pelo Alzheimer e suas consequências:

Consultorias: André Gustavo Lima, neurologista, membro do Departamento Científico de Doppler Transcraniano da Academia Brasileira de Neurologia e membro do Departamento Científico de Acidente Vascular Cerebral da mesma instituição; Fernanda Terribili, geriatra da clínica Doktor’s, em São Paulo (SP); Martin Portner, neurologista, mestre em neurociência pela Universidade de Oxford, escritor e palestrante; Suyen A. Miranda; gerontóloga da Velhice Com Carinho. Entrevistas: Ricardo Piccinato

LEIA TAMBÉM: