Alimentos que acabam com as dobrinhas e ajudam a modelar o abdome

Descubra o que está faltando na sua alimentação para mandar embora as gordurinhas que se insistem em se instalar no abdome!

Mulher com fita métrica no abdome
Foto: Shutterstock.com

Qual mulher não sonha com uma barriga lisinha? Pois saiba que eliminar os pneuzinhos de vez é mais fácil do que você imagina! Com uma alimentação balanceada e refeições frequentes fica mais difícil para o corpo estocar gordura no abdome. Mas, para isso, é preciso colocar no prato os nutrientes ideais para enxugar as medidas da região.  Saiba mais sobre os ingredientes aliados da barriga sequinha e inclua-os no seu dia a dia!

Mulher com fita métrica no abdome

Foto: Shutterstock.com

Para desinchar o abdome

Água

Deve ser sempre o primeiro item da lista! Sem a ingestão adequada desse líquido, fica difícil resolver o problema do inchaço abdominal. A água é responsável por filtrar o sangue e ajudar na eliminação de toxinas e de sódio, que são os grandes causadores da retenção hídrica. Beba, pelo menos, 2 litros por dia para potencializar sua ação diurética.

Couve

A queridinha das dietas, além de possuir antioxidantes que combatem os radicais livres, tem um alto poder desintoxicante e é rica em fibras que contribuem para o bom funcionamento do intestino e para uma maior sensação de saciedade. “É um alimento de fácil digestão, com pouquíssimo sódio e nada calórico” esclarece Mayara Fidalgo, nutricionista da Fluyr Saudável.

Limão

Essa fruta cítrica é perfeita para acabar com o incômodo da retenção de líquido, pois possui potássio de sobra em sua composição, mineral que ajuda a desinchar.

Berinjela

O legume, que pode ser usado em diversas preparações, possui fibras que ajudam no bom funcionamento do intestino e ajudam a afastar a fome fora de hora. Por conter saponina, ela age como um detergente no organismo, limpando as toxinas do organismo, principalmente aquelas presentes nas células de gordura.

Mamão

Quem sofre com problemas intestinais tem na fruta uma aliada perfeita! Graças à enzima papaína, o mamão ajuda na digestão de proteínas e evita a prisão de ventre. Dessa forma, fica mais fácil manter uma barriga mais esbelta e menos inchada.

Para secar o abdome

Pimenta vermelha

“Esse tipo de pimenta possui uma substância chamada capsaisina, que promove um aumento do gasto energético. Seu consumo favorece a quebra de gorduras no tecido adiposo”, revela Bruna Murta, nutricionista da rede Mundo Verde. Por conter vitamina C, vitamina A e flavonoides, a ardidinha ainda fortalece o sistema imunológico, a pele e o humor, além de inibir a carcinogênese, ou seja, a formação do câncer.

Gengibre

É caracterizado como um alimento emagrecedor, pois eleva em até 20% a taxa metabólica, potencializando a perda de peso. “O gengibre possui uma substância chamada gingerol, que aumenta a temperatura corporal, estimulando a queima de gordura” explica a nutricionista Bruna Murta. Indivíduos que sofrem com cálculo na vesícula biliar, hipertensos, portadores de problemas gástricos e úlcera devem ter cautela na hora de ingerir a raiz.

 Canela

A especiaria estimula o sistema imunológico, é antifúngica, antimicrobiana, analgésica, anti-inflamatória e possui ação antioxidante, mas sua principal característica é a ação termogênica. “A canela induz o aumento da temperatura corporal durante o processo digestivo fazendo com que ocorra maior liberação de energia sob a forma de calor”, conta Bruna Murta. Aposte em 1 colher (chá) do alimento ao dia e sinta os resultados na balança!

Batata-doce

Bons carboidratos são indispensáveis em qualquer plano alimentar por serem fonte de energia, além de conterem nutrientes que fazem bem para o organismo e ajudam no emagrecimento. É o caso da batata-doce. Por ter baixo índice glicêmico, ela evita que o excesso de glicose se acumule no abdome.

Chá verde

A substância catequina, encontrada na planta, é antioxidante e tem efeito termogênico, o que ajuda a oxidar as gorduras, auxiliando na perda de peso.

Para tonificar o abdome

Goji berry

Depois de desinchar e secar, é preciso combater a flacidez. Por isso a frutinha, que já era consumida pelos asiáticos há milhares de anos, é indicada, pois age na formação de colágeno. Além de ser pouco calórica, é fonte de nutrientes, auxilia na absorção de ferro e é antioxidante, aumentando as defesas do organismo. Ela pode ser encontrada fresca, seca e em cápsulas, mas a forma in natura é a mais indicada para aproveitar melhor suas propriedades.

Castanha-do-pará

Com uma ou duas unidades por dia você reduz a resistência à insulina, evitando que a glicose transforme-se em gordura no corpo. Ela também aumenta o metabolismo, incentivando a perda de peso, pois é rica em selênio, substância com importante função antioxidante, capaz de remover os radicais livres produzidos em excesso pelo organismo. Mas cuidado para não exagerar, apesar de deliciosa, a castanha-do-pará é calórica e seu consumo em excesso não é indicado.

Ovo

Na parte branca, a clara, encontra-se a albumina, fonte de proteína e importante para o crescimento e a manutenção muscular, e uma grande aliada de quem pratica musculação e está em busca de definição muscular. Já a gema possui colina, vitamina do complexo B, responsável pelo desenvolvimento cerebral.

Salmão

Que tal incluir o alimento em sua alimentação ao menos duas vezes por semana? O Salmão é saboroso e versátil, podendo ser utilizado em diversas preparações, e ainda é rico em proteínas e ômega 3, substância que reduz o acúmulo de gordura abdominal.

Frango

Essa carne branca possui menos gordura que as vermelhas, porém, garante a mesma quantidade de proteína, substância necessária para a formação e manutenção dos tecidos do corpo. Assim, você favorece a saúde dos músculos e ajuda a defini-los.

Texto: Mariana Siqueira/Colaboradora | Consultoria: Bruna Murta, nutricionista da rede Mundo Verde; Dominique Horta, nutricionista funcional e Health Coach, de São Paulo (SP); Mayara Fidalgo, nutricionista da Fluyr Saudável, de São Paulo (SP); Tamara Mazaracki, médica nutróloga e ortomolecular, do Rio de Janeiro (RJ)

LEIA TAMBÉM