Como agilizar a preparação de pratos saudáveis no dia a dia?

Descubra dicas de nutricionistas para aprender a agilizar a preparação de pratos saudáveis em meio a correria do dia a dia.

preparação sanduíches naturais
FOTO: iStock/Getty Images

A correria do dia a dia interfere na qualidade da alimentação. Além do risco de ingerir produtos prejudiciais à saúde, até mesmo a mastigação inadequada pode causar prejuízos ao corpo. Assim, o segredo para manter uma alimentação saudável e prática é a organização e preparação. “Separar alguns minutinhos na noite anterior para preparar os lanches do dia seguinte garante que a falta de tempo ao sair de casa não seja uma desculpa”, destaca a nutricionista Tatiana Helou.

preparação alimentos saudáveis

FOTO: iStock/Getty Images

São várias as dicas de nutricionistas para quem tem o tempo curto. “As folhas de saladas devem ser higienizadas, secas e guardadas na geladeira em uma vasilha fazendo uma espécie de lasanha de folhas (coloque papel toalha no fundo, três camadas de folha, papel toalha de novo, mais folhas e assim por diante). Assim, as folhas não melam e duram mais tempo, para serem comidas durante a  semana”, ensina a nutricionista Júnia Bethônico.

Outra sugestão é para quem trabalha por longos períodos de tempo e precisa fazer um lanche. Nessa hora, a tentação de comer um chocolate ou biscoitos industrializados costuma aparecer. “Dá pra fazer sanduíches naturais e deixar na geladeira. Eles duram três dias em média”, acrescenta Júnia.

preparação sanduíches naturais

FOTO: iStock/Getty Images

Já os legumes podem ser guardados na geladeira depois de cozidos, mas é preciso alguns cuidados para manter suas propriedades nutricionais. “Uma boa opção é cozinhar os alimentos no vapor, método que conserva melhor os minerais, as vitaminas e os princípios aromáticos dos alimentos. Além disso, não requer a utilização de gorduras, o que deixa as preparações menos calóricas e mais saudáveis”, explica a nutricionista Letícia Possebon.

A preparação também ajuda a evitar o consumo de alimentos industrializados, pois, em geral, eles contêm muito sódio e substâncias como conservantes e corantes, sempre prejudiciais à saúde. “Deve-se sempre ter na geladeira, na bolsa ou no carro frutas secas e castanhas. Elas quebram o galho na hora em que a fome aperta”, destaca Júnia.

 

LEIA TAMBÉM

 

Texto: David Cintra Edição: Érica Aguiar

Consultorias: Júnia Bethônico, nutricionista do SPA Mitra (Belo Horizonte); Letícia Helena Possebon, nutricionista da clínica Pró-Corpo Estética (com unidades nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná) e Tatiana Helou, nutricionista da Levittá Espaço Nutrição (Brasília).