Entrevista: Felipe Simas diz que vendeu bala na rua para compor novo personagem

Avalie

Felipe Simas retorna a tevê na pele de um cara guerreiro, que tem tudo para viver um romance de contos de fadas com a personagem de Marina Ruy Barbosa, na nova trama das sete, Totalmente Demais. Em uma conversa descontraída com Guia Astral, Felipe contou que chegou até a vender bala na rua pela novela.

felipe simas totalmente demais

Foto: Isabella Pinheiro

Você saiu de Malhação para protagonizar uma novela das sete. Como é isso?
É um alegria e uma felicidade muito grande. E uma grande responsabilidade. Estou me dedicando ao extremo. Espero que tudo corra bem.

Como está sendo a sua parceria com a Marina Ruy Barbosa?
Está sendo ótimo! A gente tem uma troca muito boa. A gente entra no cenário já querendo jogar. Já disposto a brincar mesmo e ser feliz ali dentro do que a gente faz.

Qual a diferença entre Malhação e essa novela?
Eu acho que os jovens que fazem Malhação, estão na mesma energia sempre. Estão todos começando e estão juntos no mesmo barco. Já na novela, cada um já tem uma carreira consolidada. Aqui também, quando entram no set, a energia vira uma só. Essa é a diferença.

Seu personagem é um vilão ou um mocinho?
É difícil falar entre vilão e mocinho. Do mesmo jeito que eu não considerava o Cobra um vilão, eu não considero o Jonatas um mocinho. Eu o considero uma pessoa humana. Ele é um batalhador.

Como é o sentimento dele pela personagem da Marina?
Eu acho que o amor supera tudo. A primeira impressão que ele tem dela é a melhor possível. Uma menina pura e verdadeira. É muito engraçado. Quando você tenta ajudar alguém. Quem é ajudado é você na real. Ele sente isso com ela. Ele se sente muito bem ajudando a Eliza (Marina Ruy Barbosa).

A carreira dela acaba afetando os dois. Como vai ser isso?
É o destino, né?

+ Entrevista: Vivianne Pasmanter confessa que já foi traída

Ele vai se envolver com outra pessoa durante o decorrer da trama?
A gente não pode falar. É melhor assistir a novela e se surpreender. Talvez sim, quem sabe?

Como você enxerga esse rótulo de galã?
Não acredito muito nisso não. Acredito mais no interior do que na beleza exterior. Então o Jonatas é muito mais belo por dentro do que por fora. É isso que eu acredito.

É verdade que você chegou a vender balas na rua?
Foi um pouco difícil para falar a real. Malhação estava acabando. O personagem estava em alta. Algumas pessoas me reconheciam um pouco. Mas foi interessante sentir o asfalto quente. Ver como funciona lidar com o dinheiro no bolso rápido, né? E também como algumas pessoas nem percebem os trabalhadores da rua. Eles fazem questão de nem olhar nos olhos deles. Isso me chocou um pouco. Vendendo bala foi um dia só. Mas eu fiz outras preparações. Não vendendo. Mas para observar e entender esse universo.
 

felipe simas totalmente demais

Foto: Divulgação/Tv Globo

Onde foi essa experiência?
Foi aqui no Rio Centro, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Você saiu de Malhação como um vilão e caiu agora como mocinho. Como foi essa transição para criar esse personagem?
Primeiro que eu não considerava o Cobra um vilão. E como eu não considero o Jonatas um mocinho. Os dois são seres humanos, com sentimentos. Eles são completamente diferentes. Isso é verdade. A preparação antes de começar a gravação, me ajudou muito a zerar tudo que eu tinha feito anteriormente. E chegar zerado para essa nova experiência.

De onde veio essa inspiração para criar esse guerreiro?
Veio da rua mesmo. Eu acho que a maioria das pessoas que estão na rua dando o seu melhor. Eles têm uma fé inabalável. Acho que o Jonatas tem uma fé inabalável. Então eu procurei edificar o personagem através da fé.

 

 

Pelo clipe da novela, da para perceber que rolou uma química entre você e a Marina. Como foi isso?
A preparação foi ótima! Mas teve muita troca também. A gente conversa bastante fora do set. Dentro do set a gente tenta trazer a melhor energia possível para a coisa acontecer. Para o negócio realmente fluir. É uma honra gigantesca trabalhar com a Marina.

Para você, o amor vale tudo?
O amor sim! O amor puro e verdadeiro, sim.

Você tem um filho pequeno. Como está sendo conciliar isso tudo?
Está sendo difícil! Mas tem que acontecer né? Estou trabalhando, tenho filho, tenho mulher e tenho que me dedicar ao máximo a tudo. E é isso mesmo.

Como está sendo as gravações na rua?
É bem sofrido! O pé queima de verdade, tudo é de verdade. O sentimento é  de verdade.

Depois que você começou compor esse personagem, você vê os vendedores de rua com outros olhos?
Eu sempre observei muito essas pessoas que trabalham na rua. Mas hoje eu olho com outros olhos. Eu gosto de entender um pouco mais o olhar até da pessoa. E o que motiva ela estar ali.

O que tira você do sério?
O desrespeito me tira do sério. Eu não sei se me tira. Mas eu não gosto.

felipe simas totalmente demais

Foto: Divulgação/TV Globo

Você está fechando 2015 com chave de ouro. Participou de Malhação, estreou em um espetáculo infantil e está como protagonista de uma novela das sete. Qual é o balanço que você faz disso tudo?
É o melhor possível! Muita gratidão no coração,  agradecer a Deus e seguir o caminho.

Malhação está fazendo 20 anos. Qual a importância desse projeto em sua jornada?
A importância do Cobra em minha é a maior possível. Principalmente na tevê. Ele foi um grande presente. Eu acho que eu fiz com muito tesão. E ele foi ótimo de se poder trabalhar. Então poder agradecer a oportunidade do Cobra, e agora me dedicar ao Jonatas.

O que podemos esperar de Totalmente Demais?
Muita alegria! Na parte do Jonatas, um pouco de drama, correria mesmo e muita fé.

Achei que o personagem tem um quê de Aladim. Você pensou nele para compor?
Pois é, você comentou. Achei bem interessante. Vou pesquisar um pouco mais sobre o Aladim, para encaixar mais na história do Jonatas.

Entrevista: André Luis Romano/Colaborador

Mais lidas