Benefícios do sexo

Avalie
casal deitado na cama

Foto: Thinkstock/GettyImages

Transar faz bem. Saiba por quê!

Ter uma vida sexual ativa e satisfatória pode trazer mais vantagens do que você imagina: faz bem ao corpo, à mente e melhora o bem-estar. Uma boa transa aumenta os batimentos cardíacos e pode equivaler a um exercício físico moderado, como se você estivesse caminhando em uma esteira. Além disso, queima calorias, emagrece e, dependendo da criatividade do casal e das posições escolhidas, pode deixar os músculos mais fortes e os braços, pernas e bumbum mais durinhos!

Sexo é vida!
Um dos segredos para se viver por mais tempo e com uma qualidade melhor é a prática sexual. Transar com certa frequência – cerca de três ou quatro vezes na semana – diminui o risco de desenvolver doenças como câncer, diabetes e depressão. Também faz com que o envelhecimento aconteça mais devagar, que o sono seja mais prazeroso e que você se sinta de bem com a vida. Tudo isso porque o ato sexual faz com que reações químicas aconteçam no organismo e substâncias como os hormônios, sejam liberadas e ajam em todo o corpo, dos cabelos ao humor.

Feliz na cama, feliz no amor
Casal que se dá bem na hora H tem uma convivência melhor, pois a cumplicidade aumenta, bem como a vontade de estar junto e transar mais. Forma-se, com isso, um ciclo: quanto mais sexo você tiver, maior será o desejo de passar várias horas ao lado do gato e, como consequência de ficarem muito tempo juntos, vão querer transar mais. Existe algo melhor do que isso?

Quanto mais, melhor
Já está satisfeita com todas essas vantagens e com vontade de correr para a cama com o seu amor? Pois saiba que os benefícios do sexo não terminam por aí. Sentir que é desejada pelo parceiro e que é capaz de levá-lo às alturas durante a transa faz com que você se sinta feliz ao olhar para o espelho, já que a confiança em relação ao seu corpo aumenta. Os momentos de prazer causados pelo sexo também fazem com que se sinta mais tranquila, pois, durante o orgasmo, os níveis de estresse vão a zero e você fica levinha, levinha.

Texto: Alice Lourenço
Fonte: http://www.educacaofisica.com.br

Tags: ,

Mais lidas