Dando para o amigo do meu pai

Dando para o amigo do meu pai
Avaliação 2.75 - Votos 4

Tenho 18 anos e este conto me aconteceu aos meus 16 aninhos. Meu pai trabalha para uma empresa de transporte rodoviário. Foi num domingo, quando fui aguardar ele para me levar para almoçar, foi quando o colega de serviço do papai me avistou e começou a conversar comigo.

Ele era lindo, tinha um corpo definido, olhos verdes, me encantei com ele. Veio brincando comigo perguntando o que eu fazia ali, falei que esperava meu pai para sair para almoçar foi quando ele me convidou para dentro de um ônibus e ali ele começou a me dar umas cantadas.

Pegou na minha mão e colocou no seu pênis que estava bem ereto. Logo tentei sair dali, mas ele me segurou e disse que era para ficar que queria só um beijo. Me puxou e eu cedi para ele.

Como só o beijo não contentou, ele aproveitou que eu estava de saia e foi colocando a mão na minha bunda e me puxando. Tirou meu peito para fora e chupando ele eu me entreguei de vez. Tirei o pau dele para fora e comecei a abocanhar o pau gostoso dele, era grosso tinha uns 18 cm, mas era lindo.

Chupei gostoso e ele olhava para mim, dando risada falou “Sabia que você gostava cadelinha. Mama sua putinha.”

Foi aí que ele deitou duas poltronas do carro leito e me colocou de 4 e foi tirando minha calcinha. Chupou ela que eu já fiquei molhada e colocou aquele bruto dentro de mim, parecia que ia rasgando minha buceta, me dava vontade de gritar bem alto, mas eu só gemia.

Ele começou bombar forte e me chamava de putinha de cachorra, que eu era a puta novinha dele, que iria me fuder gostoso, que eu nunca iria esquecer ele.

Logo me fez gozar e como ele tirou o pau para fora, me fez chupar.

Eu dei uma olhada no relógio e falou para eu terminar logo que seu pai já estava saindo. Foi ai que bocanhei bem gostoso e recebi a porra deliciosa, bem quente.

Foi diferente, tinha sido a primeira vez que tinha levado porra na cara. Me limpei e fui almoçar com papai. Lembrando que depois desse encontro a gente transou mais umas vezes, ele me buscava na escola, mas isso deixamos para outro dia.

Mais lidas