Amigo folgado: 3 dicas para lidar com este tipo de pessoa

Avalie

Muitas pessoas têm aqueles tipos de amigos que são engraçados e companheiros, mas que vivem pisando na bola com umas atitudes inconvenientes. Às vezes, você fica até com vontade de se esconder de vergonha! Se você se encaixa neste tipo de situação, confira as dicas que separamos para lidar com um amigo folgado!

1 – Vá com calma

mulher-estressada, amigo foklgado

Foto: Divulgação

Para não deixar o amigo chateado e nem acabar com a amizade, tente “dar o recado” de forma mais leve. Que tal dar umas indiretas? Por exemplo, se ele surge na sua casa de repente: “o que acha de dar uma ligadinha antes de aparecer? Senão eu posso ter saído e, aí, você não ia me encontrar.” Ou, se liga no pior horário: “tem problema se você ligar mais tarde? Estou um pouco ocupada agora.” E se ele ou ela fala palavrão ou faz comentários desnecessários na frente de todo mundo, experimente dizer: “você anda muito engraçadinho, não acha?” Mas se ele sempre pede suas coisas emprestadas e não devolve: “lembra aquele objeto que você levou faz um tempinho? Queria usá-lo amanhã, tá?!” Agora, se a amiga dá em cima do seu paquera, não perca tempo e diga logo de cara: “eu sou ciumenta! Vi esse gato primeiro!

2 – Jogue limpo

mulher-meditando-meditar-afasta-estresse-psicológico, amigo folgado

Foto: Shutterstock

Se as indiretas não funcionaram e a pessoa continua com as atitudes “sem noção”, converse com ela. Afinal, vocês têm liberdade para isso! Tente explicar que as pessoas se sentem constrangidas e, às vezes, até magoadas. Além dela ficar com uma imagem ruim diante dos outros, não é mesmo? E se a pessoa tiver um pouquinho de bom senso, vai perceber que isso não é legal.

3 – Dê um gelo

Estresse contínuo pode causar diversos problemas de saúde, amigo folgado

Foto: Shutterstock

Agora, se nem uma conversa franca e direta adiantou, a solução é dar uma dura nesta pessoa. É lógico que você não é a mãe dela e não precisa dar uma bronca, mas é bom colocar um ponto final nessa história, não é verdade?! Tudo bem que ela é sua amiga, mas ninguém deve passar constrangimentos. Mostre-se incomodada de verdade, diga o que pensa e, se for preciso, permita que outras pessoas também façam isso. Dar um gelo, de vez em quando, pode ajudá-la a perceber que há algo errado. Quem sabe ela não muda?!

LEIA TAMBÉM:

Texto: Kelly Arrais

Mais lidas