Como terminar um relacionamento sem se machucar

Avalie
http://papofeminino.uol.com.br/revistas/malu/filhos-viciados-em-videogame/

Foto: Thinkstock/Getty Images

A gente sabe que é difícil levar um fora, levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Mas, e quando é você quem precisa colocar um ponto final naquele namoro, rolo ou ficante? Pode parecer simples, mas na prática nem sempre é fácil ver que a relação na qual você apostou tanto chegou ao fim. E sofrer faz parte do jogo, não tem jeito.

Mas, em alguns casos, se você parar, respirar fundo e tentar enxergar a situação com calma, pode descobrir que, além de estar fazendo a coisa certa, não tem por que ficar choramingando pelos cantos. Duvida? A gente dá a #dica:

Eu era a outra
Você conheceu o cara, flertaram, vocês ficaram, saíram de novo, você se apaixonou… e tudo seria perfeito, não fosse o fato dele ter namorada. Ou seja, você era a outra na história. Ele jurava que amava você, dizia que ia terminar a outra relação e você acreditava. Só que o tempo passava e as coisas continuavam iguais. Aí, um dia você se encheu da situação e resolveu dar um basta nesse seminamoro. #dica: pense em todo carinho, amor e amizade que você tem para compartilhar com alguém – e que espera receber também. Acha que uma relação pela metade consegue isso? A gente também não.

Ele tem outra
Leia o item acima porque, na prática, os dois são muito parecidos. #dica: neste caso, pense também que uma relação legal só é possível quando tem como base confiança e respeito. E como confiar em alguém que trai?

Vocês não têm metas em comum
Isso não tem nada a ver com serem parecidos ou terem os mesmos gostos. O lance é que, às vezes, cada um quer uma coisa para si e para o relacionamento. Você está terminando a faculdade e quer tentar aquele estágio tão sonhado em outra cidade. E ele, não pensa nem em fazer faculdade. Simples assim. #dica: nesta hora, mantenha o foco nas suas metas, no que você quer da vida, em como espera estar daqui a 5 anos. Se realmente o relacionamento não se encaixa nisso tudo, é hora de terminar.

Ele sufoca sua vida
A gente bem que gosta quando o namorado demonstra aquela pontinha de ciúme quando vê uma conversa com um amigo da faculdade que ele não conhece ou quando a gente usa aqueeeele vestido! Mas, se ele não deixa você falar com ninguém, vai levar e buscar você na aula só para controlar e obriga você a mudar de roupa antes de sair de casa – ou fica brigando a noite inteira se você não muda! -, sim, ele é um cara sufocante. #dica: no fundo, no fundo, você gosta da companhia dos seus amigos e de se vestir bem, de estar bonita. Então, é só lembrar que gato esperto é aquele que fica amigo dos seus amigos e que tem orgulho de ter uma namorada linda.

Namoro de sofá
Não, não estamos falando de trocar carícias, beijos e confidências no sofá. Aqui o caso é aquele tipo de namorado que senta no sofá, pega o controle da TV, liga no canal de esportes e nem dá atenção para você, que por sua vez se contenta com a situação. #dica: namoro acomodado ainda existe aos montes por aí. Mas, uma vez que você sabe das suas qualidades, de tudo o que quer da vida e o quanto batalha para conquistar, fica fácil perceber que esse estilo não tem nada a ver com você.

Relacionamento a distância
Você se cadastrou em um programa de intercâmbio e conseguiu o tão sonhado curso na Europa. Mas tem um detalhe: tem namorado. Ou tinha, porque como manter o relacionamento passando 12 meses fora do país? Se o namoro está superbem, dá para levar a distância numa boa – ainda mais com a ajuda da internet, chamadas com vídeo e tudo mais. Mas se vocês já viviam brigando e o máximo que conseguiam fazer de planos juntos era decidir o que fazer no fim de semana, chegou a hora de rever seus conceitos. #dica: um namoro pode ser o tempo que vem antes de um relacionamento mais sério, como pode ser apenas mais um namoro. Neste caso, não tenha medo de terminar, nem sofra por isso. Você ainda tem a vida toda pela frente…

Texto: Carol Baggio/Colaboradora

Mais lidas