Entrevista com Raquel Bertani, a Analú de "Guerra dos Sexos"

Estreando na tevê em “Guerra dos Sexos”, Raquel Bertani conversou com o Papo Feminino sobre como entrou para a novela, sobre a carreira profissional de modelo desde muito nova, como é ficar longe da família, e ainda, sobre as cenas com Reynaldo Gianecchini. Confira nossa conversa:

 

Raquel Bertani, a Analú de "Guerra dos Sexos", fala da estreia na tevê e de como é estar longe da família

Foto: Estevam Avellar/Rede Globo

 

Guia da Tevê: Primeira novela em grande estilo. Como surgiu o convite para interpretar Analú em Guerra dos Sexos?
Raquel: “Eu estava cursando a escola de Teatro Célia Helena. Então surgiu a oportunidade de fazer o teste para a novela. Fiquei superempolgada! Mas fiz o teste tranquila e confiante! Deu certo! Quando soube que havia passado, fiquei muito contente. Principalmente por orgulhar a minha família!”

 

Guia da Tevê: Sua carreira como modelo iniciou-se aos 12 anos de idade. Você acha perdeu muito da sua infância por causa da sua carreira?
Raquel: “Acredito que não. Mesmo depois que iniciei a minha carreira como modelo, continuei morando na minha cidade. Meu pai sempre me levava para os testes em São Paulo… Com quinze anos eu me mudei para o apartamento da minha prima na capital… Mas sempre voltava para Botucatu aos fins de semana.”

 

Guia da Tevê: Talento você já mostrou que tem. Mas quais foram os principais desafios que você enfrentou pra chegar até aqui?
Raquel: “Desde novinha eu lutei muito pelo que queria. Mas acredito que o maior desafio que ainda enfrento é estar longe da minha família, namorado e dos meus amigos…”

 

Guia da Tevê: Sua personagem é uma menina rica, mimada e individualista, porém engraçada. Do que você mais gosta e acha que se parece com ela?
Raquel: “Eu costumo dizer que sou completamente o oposto de Analú. Independente de ser individualista e mimada, a Analú é uma menina inocente e muito carinhosa com quem ela ama. E acredito que essa é a característica que temos em comum.”

 

Raquel Bertani em cena de "Guerra dos Sexos" com Jhonny Massaro

Foto: Estevam Avellar/Rede Globo

Guia da Tevê: O estilo da Analú é bem despojado, com looks coloridos. Mas na hora de se arrumar como é a Raquel? Você é muito vaidosa?
Raquel: “Não sou uma pessoa extremamente vaidosa. Mas gosto de me arrumar quando saio. Estou adorando os looks da Analú. Não costumo usar roupas extravagantes, nem muito ‘perua’… Sou mais discreta e gosto de um estilo mais clássico.”

 

Guia da Tevê: Você já trabalhou com moda. Que tipo de dica pode dar para as mulheres que não se encaixam no padrão de beleza atual?
Raquel: “A melhor dica que posso dar é sempre estar bem consigo mesma. Dar risadas, se divertir, sair com amigos proporciona um sentimento de bem estar. E quando estamos felizes nos sentimentos lindas.”

Guia da Tevê: Você costuma a praticar algum esporte para manter a forma?
Raquel: “Costumo sempre manter uma alimentação saudável, junto com uma atividade física. Vou à academia pelo menos três vezes por semana. E também costumo ir uma vez por mês a clínica da Dra. Cristiane Coelho em São Paulo. Procuro comer salada de alface e tomate que é essencial na minha alimentação.”

 

Guia da Tevê: Seu personagem vem de destacando na trama. Já está preparada para receber o carinho dos fãs? E as cantadas dos marmanjos?
Raquel: “Acho que todo mundo gosta de receber carinho. E ver seu trabalho sendo reconhecido. Adoro quando entro no twitter e tem vários recadinhos.”

 

Raquel Bertani nos bastidores de "Guerra dos Sexos"

Foto: Estevam Avellar/Rede Globo

Guia da Tevê: Vi numa entrevista que o teatro foi sempre muito presente na sua vida. Como surgiu a paixão pela arte cênica?
Raquel: “Desde pequena estou em contato com o teatro. Sempre me senti muito a vontade em frente a uma plateia ou câmera. Tudo foi muito natural e aos poucos fui me apaixonando por essa arte. Minha família está muito presente em tudo. Apesar de estarmos distantes, sempre mantemos contato um com o outro. Acho que isso é essencial pra mim. Sempre dá aquela saudade né?! (risos) Mas nos falamos muito por telefone. E quando possível volto para a São Paulo para encontrá-los. E um lugar que gosto muito. É da minha cidade no interior de São Paulo, Botucatu.”

 

Guia da Tevê: Você comentou que seu namorado sente um pouco de ciúmes das cenas com o Gianecchini. Como lida com essa situação?
Raquel: “Acredito que a base do relacionamento é a confiança. Tendo isso, o resto está ganho!”

 

Guia da Tevê: Já está namorando há seis anos. Sente pressão de que ter casar ou é tranquila em relação aos padrões da sociedade?
Raquel: “Não sofremos esse tipo de pressão. Ainda sou muito jovem para casar, no começo da minha carreira. Meu namorado cursa faculdade também é jovem demais pra pensar nisso agora…”

 

Raquel Bertani acompanhada de sua colega de elenco Hilda Rebello

Foto: Estevam Avellar/Rede Globo

Guia da Tevê: Já tem outros projetos para o ano 2013? Já pensou na possibilidade de fazer cinema?
Raquel: “Minha dedicação está totalmente voltada para a Analú. Assim que terminar a novela, vamos ver o que acontece.”

Mais lidas