Cantinhos esquecidos que transformam ambientes

Avalie

Quem tem apartamento pequeno sabe bem o que é passar horas planejando as mudanças na decoração, de forma a não desorganizar o ambiente. É nessa hora que vale lembrar daqueles cantinhos esquecidos, que podem se transformar em grandes aliados.

Projeto 1 – Transformação

quarto de menino

Studio Otto/Divulgação

Quando foi solicitada para transformar um espaço de 9m2 no quarto de um menino, a arquitera Samira Ader pensou em aproveitar ao máximo todos os ângulos. O primeiro passo foi desenhar uma cama exclusiva, que se encaixasse perfeitamente em um dos lados da janela. O encosto permite que a cama seja utilizada como sofá na hora de receber os amigos, e ainda tem bolsos para guardar livros, brinquedos e outros objetos, otimizando espaço.

Este canto do quarto se transformou em uma moderna área para estudos.

O painel curvo que sobe da parede ao teto foi feito em laca vermelha brilhante, imitando uma pista de carros para mostrar a coleção de Ferraris do dono do quarto.

quarto de menino

Studio Otto/Divulgação

Projeto 2 – Cantinho aproveitado

quarto de menino

Studio Otto/Divulgação

Quem trabalha muito pode aproveitar uma parede do quarto para a profissão e para a diversão. Neste projeto de Cynthia Guazzelli, da Studio Otto, o cantinho inutilizado foi transformado em área de estudo, lazer e trabalho.O móvel planejado, formado por armários, escrivaninha e prateleiras, ajuda a organizar a área, que acomoda TV, videogame, computador e todos os outros aparelhos eletrônicos.

O gavetão vertical foi uma forma prática de guardar os DVDs, ocupando pouco espaço e facilitando a busca na hora da necessidade. Os vidros na gaveta para CDs têm a mesma função.

Praticidade

Com criatividade, a equipe do Studio Otto aproveitou a base de um sofá, utilizado em um quarto pequeno e cheio de móveis, para criar um espaço destinado a guardar livros. A ideia, que a princípio parecia ousada, acabou dando certo e agradando aos donos da casa.

quarto de menino

Studio Otto/Divulgação

O local também funciona como quarto de um jovem jornalista, crítico de cinema, colecionador de histórias em quadrinhos, DVDs de filmes e séries, daí seu estilo irreverente e jovial.

quarto de menino

Studio Otto/Divulgação

O local foi planejado para abrigar a coleção acumulada por mais de 4 anos, além de servir como escritório e quarto de hóspedes.

Projeto 3 – Sem bagunça

Para uma sala com pouco espaço, Cynthia não poupou criatividade: para esconder o material de estudo de uma jovem, guardar a TV e camuflar a bagunça, a arquiteta apostou em um painel de madeira com portas de correr, um recurso que permite seu uso como estante, escrivaninha e cantinho para estudos.

quarto de menino

Studio Otto/Divulgação

A peça foi colocada no alto para receber a cadeira quando o espaço for utilizado como escritório.

quarto de menino

Studio Otto/Divulgação

As portas de correr ajudam a esconder a bagunça formada pelos livros da jovem estudante, sem prejudicar a circulação da casa.

Mais lidas