Problemas respiratórios: 5 respostas sobre o tema

Gripe, sinusite, alergias e resfriado são algumas das doenças que acometem o sistema respiratório. Tire suas dúvidas sobre elas!

mulher respirando fundo
Foto Shutterstock.com

Nariz entupido, coriza, tosse, falta de ar… Esses sintomas podem indicar resfriado, gripe, sinusite, entre outras diversas doenças que atingem o sistema respiratório. Será que um chá de hortelã pode ajudar a aliviar o problema? E quais hábitos podem ser adotados para prevenir esse tipo de doença? Confira!

mulher respirando fundo

Foto Shutterstock.com

1 – Por que o frio faz com que os casos de problemas respiratórios aumentem?

Não é o clima frio o verdadeiro culpado, mas sim o hábito das pessoas durante o inverno. “Quando o tempo está frio, os lugares ficam mais fechados e as infecções se espalham mais facilmente”, diz o pneumologista Oliver Augusto Nascimento. O clima seco também torna mais fácil contrair uma doença respiratória. “O tempo seco agride as vias aéreas, fazendo com que elas fiquem mais suscetíveis a alterações”, acrescenta o especialista.

2 – A gripe A (H1N1) é mais grave do que a comum?

Não há evidências de que o vírus da gripe A seja mais letal que o da gripe comum. “No geral, a mortalidade pela gripe A foi menor do que a mortalidade pela gripe comum, mas a primeira atingiu mais gente por causa do despreparo do organismo. É um vírus que nós, humanos, não estávamos preparados para combater”, afirma o pneumologista. O ideal é, em casos de febre, dores no corpo e tosse, procurar um médico para fazer o acompanhamento e nunca se automedicar.

3 – Receitas caseiras, como chás e inalações, servem para amenizar os sintomas?

Alguns chás, como o de hortelã e de camomila, podem acalmar e promover o bem-estar, mas não aliviam um problema respiratório. “Infelizmente, não há como melhorar os sintomas com soluções caseiras. A congestão e a produção de muco são uma inflamação nas células do nariz e o ideal é tomar alguma medicação para descongestionar”, revela Nascimento.

Leia também:

4 – As bombinhas para asma prejudicam o coração no longo prazo?

Acreditava-se que o uso de bombinhas (spray que traz a medicação para ser inalada) provocava problemas no coração, causando taquicardia ou elevando a pressão arterial. Porém, essas bombinhas são seguras e eficazes no tratamento da asma. “Temos dois tipos de bombinha: para aliviar a crise, chamada de bombinha de alívio, que é broncodilatadora; e a medicação para prevenir as crises, que deve ser usada todos os dias e contém corticoide inalatório”, acrescenta o pneumologista.

5 – Sinusite precisa ser tratada com antibiótico?

Uma pesquisa publicada no The Journal of the American Medical Association sugere que o uso de antibióticos é, muitas vezes, desnecessário, apesar de ser frequentemente indicado pelos médicos. Segundo o estudo, realizado com 166 pessoas, não houve diferença significativa na melhora entre quem tomou antibióticos e quem ingeriu placebo (medicamento sem efeito). “Os antibióticos devem ser usados somente em casos de infecção bacteriana. Se a sinusite for viral, o medicamento não faz efeito”, explica Nascimento. É possível saber o tipo do problema por exame clínico e laboratorial.