Focinho de cachorro ressecado é comum no inverno; saiba tratar

As baixas temperaturas podem deixar o focinho do pet rachado e até ressecado, sabia? Veja como cuidar do cachorro durante os dias de inverno

Os focinhos precisam de hidratação durante o inverno
Os focinhos precisam de hidratação durante o inverno - Shutterstock

por Thaís Lopes Aidar
Publicado em 21/06/2022 às 15:00
Atualizado às 15:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Parece que ninguém escapa mesmo do ressecamento causado pelo inverno, viu? Isso porque, além da pele ressecada dos humanos, os pets também acabam sofrendo com a falta de hidratação em uma região muito importante e sensível: o focinho! Desse modo, a umidade tão característica dessa parte acaba ficando de lado e dá lugar ao ressecamento e até rachaduras. 

Mas, antes de partir para os cuidados com o focinho do cachorro, vale entender quando a secura é realmente um problema. Após um cochilo, por exemplo, o cão costuma acordar com a área mais seca e isso é normal. Porém, na maior parte do tempo, a região deve estar umedecida. Logo, se além do ressecamento, o tutor notar outros sinais estranhos como machucados ou rachaduras que não melhoram com hidratação, é hora de buscar ajuda veterinária. 

Cuidando do focinho

Limpar a região com um pano úmido é uma boa solução para tratar o problema. Já com relação ao uso de produtos tópicos, como hidratantes, algumas precauções são necessárias, por isso, é sempre bom consultar o veterinário antes de aplicar qualquer produto, viu? 

Outra alternativa para melhorar a condição é distribuir potes de água pela casa. Assim, o pet encontrará com mais facilidade quando estiver com sede e se manterá hidratado. Lembre-se de manter a água sempre fresca! 

Além disso, apostar em alguns alimentos também deve contribuir para aliviar o focinho ressecado do cachorro e hidratá-lo. Rações úmidas — aquelas de sachês, sabe? — e frutas ricas em água, como a melancia são boas apostar para potencializar a hidratação. 

De olho nas temperaturas

Apesar dos pelos e do uso de roupinhas nos dias mais gelados, os bichinhos ainda podem sentir frio, sobretudo aqueles que ficam fora de casa, como no quintal. Nesse caso, é importante redobrar a atenção e perceber se o animal está passando frio. Se sim, vale apostar em casinhas, roupas quentes e cobertores para mantê-lo aquecido e, assim, evitar a piora do ressecamento no focinho, entre outros problemas comuns do inverno. 

Fonte: Dog's Care. 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.