Os pets precisam de roupinhas nos dias frios?

Veterinário alerta para a importância de proteger cães e gatos contra as baixas temperaturas

Descubra se o seu pet precisa de roupinha nos dias frios!
Descubra se o seu pet precisa de roupinha nos dias frios! - Shutterstock

por Giovana Meneguin
Publicado em 05/06/2021 às 12:00
Atualizado às 12:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com o inverno cada vez mais próximo e as temperaturas mais geladas, uma dúvida muito comum entre os tutores é: "coloco ou não roupa no meu pet?". Afinal, eles já têm pelos, certo?

Mas, assim como os seres humanos, os animais de estimação também precisam de cuidados especiais durante o inverno. De acordo com o médico veterinário Raphael Clímaco, diretor da Plamev Pet, nessa época é necessário ter atenção redobrada para que os nossos amigos peludos não fiquem doentes. 

Isso porque, segundo o especialista, é justamente no inverno que os pets estão mais suscetíveis a doenças. Clímaco destaca, inclusive, que é durante a estação que a procura por veterinários costuma aumentar; bem como os problemas respiratórios nos pets, como é o caso da pneumonia.

Para proteger seu amigo, a principal dica do veterinário é observar o comportamento do cão ou gato. Caso ele esteja tremendo ou então se escondendo, em busca de lugares mais quentinhos, chegou a hora de investir na roupa!

Clímaco lembra também que cães de pelo curto ou quase sem pelos, como é o caso dos galgos italianos, costumam sofrer muito nessa época do ano. Dessa forma, em regiões do Brasil onde as temperaturas podem chegar a zero, "é super recomendado que esses cães fiquem agasalhados", diz o especialista.

Já quando o assunto são os gatos, é muito importante que principalmentes os tutores da raça Sphynx fiquem alertas, uma vez que esses bichanos não têm pelos.

O veterinário faz questão de destacar ainda que o inverno pode ser um grande vilão para cães e gatos idosos. Isso porque, na maioria dos casos, esses animais sofrem de artroses, calcificações na coluna ou hérnia de disco, e a exposição a temperaturas mais baixas pode fazer com que suas dores aumentem.

Agora que você já está ciente da importância das roupinhas, é válido ter alguns pontos em mente na hora de agasalhar o seu amigo: 

  • Opte por modelos mais folgados e que não impeçam o pet de se movimentar;
  • É essencial manter a roupinha sempre seca e limpa;
  • No caso de cães de pelo longo, escove o animal com frequência e sempre antes de colocar a roupa, a fim de evitar a formação dos temidos nós;

Felizmente, hoje o mercado pet está bastante abastecido para os nossos amigos de quatro patas e é possível encontrar desde roupas cujo intuito é deixar o animal mais estiloso até modelitos voltados para dias mais frios. No entanto, apesar dos cães serem o grande foco quando falamos em roupinhas, não se engane, pois "os gatos podem e devem sim usar roupas", como aponta o veterinário.

Por fim, "se mesmo seguindo essas dicas o seu peludinho não se mostrar confortável, a dica é investir em cobertores e camas quentinhas", argumenta Clímaco.

Consultoria: Raphael Clímaco, diretor médico e veterinário da Plamev Pet.

TAGS