Entenda porque glúten e lactose não são tão culpados pelo inchaço!

Pensando em excluir glúten e lactose da dieta? Entenda por que esses alimentos considerados vilões não são tão culpados assim pelo abdome inchado!

Copo de leite acompanhado de pães
Foto: iStock.com/Getty Images

Eles são apontados como causadores do inchaço, da distensão abdominal e da dificuldade na digestão. Dessa forma, alimentos contendo glúten e lactose acabam sendo excluídos da dieta de quem deseja uma barriga sequinha. Mas, segundo os profissionais da área, esses alimentos não são os grandes vilões do inchaço abdominal. Essa reação só acontece quando há algum tipo de alergia ou intolerância. E você, consegue eliminar glúten e lactose da sua rotina?

Copo de leite acompanhado de pães

Foto: iStock.com/Getty Images

A vida sem pão

O glúten é a principal proteína presente no trigo, centeio, aveia, cevada e malte. Muito utilizados na composição de diferentes alimentos, cortar esses cereais do dia a dia não é tarefa fácil, além de não ser necessário. “O glúten só é prejudicial para aqueles que apresentam alguma intolerância ou alergia.  Até então, não foi comprovado que possa causar algum mal em pessoas saudáveis”, afirma a nutricionista Mônica Magalhães. Por outro lado, a natural perda de peso por quem opta por essa restrição alimentar está relacionada mais ao fator calórico do que ao glúten em si. “Quando retiramos os alimentos que apresentam essa proteína, retiramos alimentos calóricos da dieta, como pizza, macarrão, pães e bolos”, completa a profissional. Como os alimentos que contêm glúten são fontes de carboidratos, principal combustível para o organismo, é fundamental ter orientação de um profissional para fazer as substituições corretas, ou corre-se o risco de engordar.

A vida sem leite

No caso do leite, a história é outra. Segundo a Associação Americana de Gastroenterologia e Nutrição, 85% da população adulta tem algum grau de intolerância à lactose (açúcar do leite). Sabe-se que a produção de lactase, enzima que digere esse açúcar, vai diminuindo conforme vamos envelhecendo e pode até desaparecer em indivíduos adultos. “Sem a presença da lactase, o açúcar do leite passa pelo intestino sem ser digerido e encontra bactérias que vão fermentar a lactose. Essas bactérias são as responsáveis pelo incômodo que as pessoas intolerantes sentem ao ingerir produtos derivados do leite”, explica a nutricionista e professora Nádia Neves. Mas aqui também é importante ter cuidado, pois a exclusão da lactose pode impedir o organismo de receber os nutrientes como proteínas, cálcio e fósforo.

LEIA TAMBÉM

Texto: Larissa Faria/Colaboradora | Consultoria: Mônica Magalhães, nutricionista da Equipe Nutrir, de São Paulo, www.equipenutrir.com.br; Nádia Neves, nutricionista e professora do curso de Nutrição da Anhanguera, de Brasília