10 dicas de como inserir tablets e smartphones na vida das crianças

Para garantir a segurança das crianças na internet, confira 10 dicas de como controlar o uso de tablets e smartphones pelos pequenos

None
É importante que os pais tenham controle e conhecimento das atividades do filho na internet. Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/02/2017 às 13:29
Atualizado às 13:34

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

1. Idade ideal

Uma das maiores dúvidas dos pais é saber qual idade é devidamente correta para deixar as crianças na internet, tablets ou smartphones. Existem tablets destinados exclusivamente para crianças, mas tudo depende do rigor dos pais. Assim como o tempo em frente à televisão e ao videogame, o período de utilização dos dispositivos móveis pelos pequenos deve ser dosado, tomando cuidado para que isso não prejudique outras atividades de lazer da criança. Na dúvida, procure a ajuda de um profissional como um pedagogo.

2. Instalação de apps

Muitas vezes, ao tentar instalar um aplicativo, a criança pode alterar certas configurações do aparelho ou acessar outros inapropriados para sua idade nas lojas virtuais. Por isso, o ideal é que os pais sempre façam a instalação do aplicativo, principalmente para checar se o app é indicado para a idade da criança e para garantir que os pequenos não vão baixar nada pago ou impróprio. Ter esse controle é importante para manter o bom funcionamento do aparelho e checar o conteúdo que seus filhos têm acesso.

3. Restrições

Para ter acesso ao que os pequenos podem ou não utilizar no tablet ou smartphone é preciso fazer restrições. No iPad, basta ir na opção “Ajustes”, depois em “Geral” e em “Restrições”. Depois, selecione “Ativar Restrições” para escolher quais funções a criança terá acesso, como YouTube, Câmera, Safari, iTunes e muito mais. Se decidir dar acesso ao iTunes, também é possível bloquear filmes por idades na opção “Restrições” dentro de “Ajustes”. Muito útil para quem possui filmes no iTunes.

4. Controle de pais

No Android também é possível controlar o conteúdo que os pequenos tem acesso. Basta instalar o aplicativo Kaspersky Parental Control pela Google Play, abri-lo, aceitar os termos e tocar em “Next”. Será solicitada uma senha para escolher o que pode ou não ser bloqueado no painel de opções. Dessa forma, fica mais simples de controlar o que as crianças podem ter acesso no tablet ou smartphone com Android.

5. Monitoramento

Outra opção é o monitoramento dos filhos enquanto utilizam os dispositivos móveis. O aplicativo MobileKids emite alertas para os pais quando os pequenos utilizarem o tablet ou smartphone durante horário não permitido, quando adicionarem pessoas estranhas ou baixarem um aplicativo novo. O MobileKids é gratuito e está disponível para Android e iOS.

duas meninas e um menino mexendo em um tablet sobre uma mesa, sobre crianças na internet

É importante que os pais tenham controle e conhecimento das atividades do filho na internet. Foto: Shutterstock

6. Senhas

Utilizar senhas de bloqueio garante a segurança contra terceiros e para as crianças. Seja para bloquear a tela ou na hora de instalar aplicativos, a utilização de senha é algo que deve ser utilizado pelos pais. Afinal, nunca se sabe o que pode acontecer com nossos dispositivos móveis e quem terá acesso a essas informações.

7. Analisando apps

Antes de fazer o download de um app, verifique se ele é indicado para a idade da criança. Na App Store, logo abaixo do ícone do aplicativo, existe uma indicação de idade. As classificações variam entre idades de 4 até 17 anos, informando aos pais o conteúdo que será exibido dentro daquele aplicativo. Já na Google Play, é possível consultar a avaliação do conteúdo na área de “Informações Adicionais” do app.

8. Navegador especial

Uma opção para os pais é o aplicativo Kids Mode (ou Modo Criança), um navegador desenvolvido especialmente para as crianças. O app transforma a tela do tablet ou smartphone em uma espécie de desktop, onde as crianças têm acessos a vários aplicativos e games, tudo pré-determinado pelos pais. Além disso, a criança fica impossibilitada de acessar outras áreas do dispositivo.

9. E-mail infantil

Uma dica para os pais é o aplicativo Maily, criado especialmente para ser o “primeiro e-mail” da criança. O objetivo do app é garantir a segurança dos pequenos, oferecendo a opção de manter os pais em cópia de todas as mensagens e selecionar quais contatos podem entrar em contato com a criança. Com grande apelo visual, o Maily permite que os filhos desenhem livremente e enviem suas criações para os familiares à vontade.

10. Babá digital

Outra dica para os pais ficarem mais tranquilos com a utilização de dispositivos móveis dos filhos é o app Net Nanny. O aplicativo bloqueia sites com conteúdo impróprio para a idade dos pequenos, como pornografia, nudez, morte e outros assuntos. Ao mesmo tempo em que a criança tem a liberdade de navegar pela internet no aparelho, o app faz essa restrição de forma simples e rápida.

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.