ENTRETENIMENTO

“E se eu morrer?” O que fazer com as redes sociais em caso de morte

Você sabe o que fazer com as redes sociais em caso de morte? Cada uma, das mais famosas no Brasil, tem regras específicas. Entenda!

None
Foto: Divulgação

por Redação Alto Astral
Publicado em 23/01/2017 às 17:20
Atualizado às 14:56

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você já parou para pensar em como ficarão as suas redes sociais em caso de morte? Elas têm políticas de acesso e confirmação se algo acontecer, mas é preciso seguir o passo a passo.

Entenda, a seguir, como ficarão as suas redes sociais em caso de morte: o Facebook, o Instagram e  o Twitter. E aprenda o que fazer desde já!

 redes sociais em caso de morte

Foto: Divulgação

O que fazer: redes sociais em caso de morte

FACEBOOK

Redes sociais em caso de morte Facebook

Foto: Reprodução / Facebook

Segundo o site oficial:

  • A expressão “Em memória de” será exibida ao lado do nome da pessoa em seu perfil;
  • Dependendo das configurações de privacidade da conta, os amigos poderão compartilhar memórias na Linha do Tempo do memorial;
  • O conteúdo que a pessoa compartilhou (por exemplo: fotos, publicações) permanecerá no Facebook e ficará visível para o público com o qual foi compartilhado;
  • Os perfis transformados em memorial não são exibidos em espaços públicos, como nas sugestões do recurso Pessoas que você talvez conheça, em lembretes de aniversário ou anúncios.

É possível notificar com antecedência se você deseja que sua conta seja um memorial ou não, depois da morte notificada aos administradores da plataforma.

“Um contato herdeiro é alguém que você escolhe para gerenciar sua conta após o seu falecimento. Essa pessoa poderá fazer coisas como fixar uma publicação na sua Linha do Tempo, responder a novas solicitações de amizade e atualizar a sua foto do perfil, mas não poderá publicar conteúdo por você ou ver as suas mensagens“, diz a mensagem na rede social quando você acessa Configurações > Segurança > Contato Herdeiro.

Seguindo essas instruções, você também pode decidir pela exclusão permanente da conta.

INSTAGRAM

A política é parecida com a do Facebook, mas só poderá ser realizada depois de denúncias pelo próprio app. Segundo o site oficial:

  • O Instagram não permite que ninguém entre em uma conta transformada em memorial;
  • Contas em memorial não podem sofrer nenhum tipo de alteração. Isso inclui mudar curtidas, seguidores, marcações, publicações e comentários;
  • Qualquer pessoa pode enviar uma foto ou um vídeo por Instagram Direct à pessoa falecida;
  • As publicações que a pessoa compartilhou (por exemplo: fotos, vídeos) permanecerão no Instagram e ficarão visíveis para o público com o qual foram compartilhadas;
  • Contas em memorial não aparecem em espaços públicos como Pesquisar e Explorar.

Tanto para o memorial quanto para a solicitação de exclusão permanente da conta, o processo é um pouquinho mais complicado:

“Os parentes próximos confirmados podem solicitar a remoção da conta do Instagram de um ente querido. Quando você envia uma solicitação de remoção, nós pedimos provas de que você é um parente direto da pessoa falecida, como segue:

  • A certidão de nascimento da pessoa falecida
  • A certidão de óbito da pessoa falecida
  • Comprovação de autoridade de acordo com a lei local de que você é o representante legal da pessoa falecida”

TWITTER

mulher digitando smartphone aplicativo twitter

Foto: Shutterstock

Para solicitar a exclusão do perfil no Twitter, é preciso enviar um e-mail para [email protected] com nome completo, e-mail, grau de parentesco com o usuário falecido, nome de usuário da conta a ser excluída no Twitter e um link de uma notícia sobre a morte ou cópia do atestado de óbito.

Não há outra opção, senão a exclusão, no caso dessa plataforma.

LEIA TAMBÉM