Padre Marcelo Rossi: a trajetória de sucesso na igreja

Depois de se tornar padre, ele virou um fenômeno: relembre a trajetória meteórica de Padre Marcelo Rossi na Igreja Católica

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/11/2016 às 14:43
Atualizado às 18:43

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Ordenado sacerdote em dezembro de 1994, Padre Marcelo sofreu um pouco de resistência da família em sua escolha. Além do pai, o avô, com receio dos negócios da família não ficarem sob responsabilidade de Marcelo, tentou convencer o neto a mudar de decisão, dizendo que passaria todos os bens para o nome dele caso não se tornasse padre. A proposta foi em vão: era sua vocação ser padre.

Padre Marcelo Rossi: a trajetória de sucesso na Igreja

FOTO: Divulgação/Sony

Padre Marcelo Rossi e a vida na igreja

O religioso, após sua ordenação, tornou-se muito conhecido entre os fiéis católicos, por seu jeito de evangelizar, entusiasmado, utilizando a música como ferramenta para pregar a palavra de Deus. Além disso, Padre Marcelo Rossi dedicou-se à escrita de alguns livros, entre eles a obra Ágape, que vendeu mais de 10 milhões de exemplares.

Graças a tudo isso, Padre Marcelo foi incluído no movimento Renovação Carismática Católica, que surgiu nos Estados Unidos na metade dos anos 1960 com objetivo de promover formas inovadoras de pregar a palavra de Deus, aproximando os fiéis da história e da vida de Jesus Cristo.

Em 1998, Padre Marcelo estourou nas rádios brasileiras e suas músicas ficaram conhecidas entre crianças, fiéis católicos e até mesmo jovens e adultos de outras religiões. Ganhou o título de Carismático Católico, principalmente pelas letras e pelo ritmo das canções, que, ao falar de Deus, empolgavam pela melodia e coreografia que exibiam. Mas o padre sempre fez questão de deixar claro que não é ídolo e nem dá shows, e sim, faz missas.

Com o lema “quem canta reza duas vezes”, Padre Marcelo já lançou mais de dez álbuns, aproximou-se da televisão, do rádio e no cinema atou nos filmes Maria, Mãe do Filho de Deus e Irmãos de Fé, e inaugurou em 2012 o santuário Theotokos – Mãe de Deus, construído em São Paulo e com capacidade para 100 mil fiéis.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação – Edição: Victor Santos