ENTRETENIMENTO

Parabéns, Napoleão! Relembre as duas faces do imperador francês

Napoleão Bonaparte: herói conquistador ou um déspota louco? No dia do aniversário do imperador francês, entenda os fatores que construíram suas duas faces

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/08/2016 às 18:28
Atualizado às 18:09

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Hoje, dia 15 de agosto, é um dia pra lá de importante historicamente. O ano era 1769. O lugar, a Ilha de Córsega. Já sabe do que estamos falando? A data marca o nascimento de um dos governantes mais famosos e consagrados de todos os tempos: Napoleão Bonaparte. Assim, no dia do aniversário do imperador francês, propomos uma reflexão: ele foi um grande governante ou apenas um líder tirano?

As faces do imperador francês

Napoleão é considerado por muitos um dos governantes mais bem-sucedidos da França e um dos maiores estrategistas da história, era também o ídolo de Adolf Hitler. Estima-se que tenha conquistado um território de quase dois milhões de quilômetros quadrados. E, nessas batalhas de expansão, entre civis e militares, os números de mortos giram entre 3,5 e 6,5 milhões.

imperador francês napoleão bonaparte

FOTO: Wikimedia Commons

Mas, afinal, Napoleão seria um herói conquistador ou um déspota louco? Segundo o historiador Yllan de Matos, Napoleão é um personagem como poucos na história, um daqueles que dividem opiniões, dependendo do aspecto considerado na avaliação.

“Há quem o valorize como uma figura ímpar na formação da nação francesa. Por isso mesmo, o lado estrategista, de adversário do absolutismo, e, de certa forma, de disseminador de alguns ideais da Revolução Francesa pela Europa. Por outro lado, outros tantos preferem tratá-lo como ditador, traidor dos ideais republicanos e igualitários da Revolução Francesa, prevalecendo o aspecto mais personalista e autoritário do imperador”, explica.

SAIBA MAIS

Napoleão Bonaparte: Nostradamus previu seu governo? Saiba mais

Conheça a história de Adolf Hitler

Conheça a história de Voltaire

Texto: Érika Alfaro