História do Rock: Johnny Cash, do country ao blues e à eternidade

Johnny Cash, também conhecido como Man in Black, é uma lenda da música country, do blues e do rock. Companheiro de Elvis, Jerry Lee Lewis e Bob Dylan.

None
Foto: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/08/2016 às 08:07
Atualizado às 18:09

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Johnny Cash, também conhecido como Man in Black, é uma lenda da música country, do blues  e do rock. O cantor foi companheiro de alguns dos maiores nomes que marcaram a música nos anos 50 e 60, como Elvis Presley, Jerry Lee Lewis e Bob Dylan.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

VEJA TAMBÉM

História do Rock: Screamin’ Jay Hawkins, o cara que levou o teatro ao rock

História do Rock: Little Richard, entre Deus e o diabo

História do Rock: o sucesso e a tragédia de Buddy Holly

Gene Vincent, a essência do rock anos 50

Eddie Cochran, símbolo dos anos dourados do rock and roll

Blues de cadeia

Conhecido também como a “fábrica de hits”, Johnny Cash escreveu mais de 1.500 músicas. Ou seja: você acha que não conhece Johnny Cash mas já deve tê-lo ouvido. Afinal, estamos falando de um cara que já chegou a vender 250 mil álbuns por mês. Assim, fica difícil acreditar que ele não temperou um pouco do que chega aos seus ouvidos até hoje.

Uma de suas canções mais famosas nos anos 50 foi Folsom Prison Blues, que o inspirou a se apresentar na prisão que dá nome à música. O show virou um álbum histórico, lançado em 1967. No ano seguinte, Cash repetiu a dose em San Quentin, outra penitenciária americana.

A partir 1993, sua carreira teve uma guinada espetacular, com o início da parceria com o produtor Rick Rubin. Juntos, eles foram responsáveis pela série American Recordings, composta por quatro álbuns lançados até 2002. Nestes, Cash interpreta canções tradicionais do folk e números inusitados de compositores que vão desde Trent Reznor (Nine Inch Nails), passando por Sting, Beck, Soundgarden, Neil Diamond, U2, entre outros. Ao todo, lançou quase 100 álbuns e mais de 150 singles! O cantor faleceu 12 de setembro de 2003, mas sua vasta discografia fica para a eternidade.

Álbuns essenciais

The Complete Sun Recordings, 1955-1958 (2005)
Live at Folsom Prison (1967)