ENTRETENIMENTO

Estudo revela que perdoar reduz variações na pressão sanguínea

Pesquisadores da Universidade da Califórnia descobriram que pessoas capazes de perdoar são menos propensas a terem variações na pressão sanguínea.

None
FOTO: Freepik.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 18/10/2016 às 17:54
Atualizado às 18:47

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Já diria o poeta britânico Alexander Pope: perdoar é uma ação divina. No entanto, o ato também pode interferir na nossa pressão sanguínea, como descobriram pesquisadores da Universidade da Califórnia, em San Diego, em um estudo com a participação de 200 pessoas.

influência do perdoar na pressão sanguínea

FOTO: Freepik.com

Segundo a pesquisa, aqueles que deixavam a raiva de lado eram menos propensos a terem variações na pressão sanguínea. Foi pedido aos envolvidos que pensassem em alguma ocasião em que foram ofendidos por um amigo. Parte dos participantes devia lembrar-se de como ficaram enfurecidos com a situação; a outra parte, que tentassem perdoar o ocorrido.

O primeiro grupo apresentou elevado aumento de pressão comparado à outra parcela de pessoas, apesar de não ter havido mudanças na frequência cardíaca.

Além dos efeitos para o coração, outra pesquisa daUniversidade Duke mostrou, em pacientes com HIV, uma relação entre o perdão e a melhora no sistema imunológico.

LEIA TAMBÉM

Texto: Angelo Cherubini Edição: Érica Aguiar Arte: