Como usar azulejos na decoração e deixar a casa mais alegre

Como usar azulejos na decoração e deixar a casa mais alegre
Avaliação 1 - Votos 1

Os azulejos já fazem parte da decoração de muitas casas. Com características versáteis, podem ser colocados principalmente em ambientes úmidos, como banheiros, cozinhas e áreas de serviço. Para tirar todas as dúvidas sobre como usar azulejos na decoração, conversamos com a arquiteta Lígia Franco, arquiteta da Doutor Resolve. Confira!

10 dicas de como usar azulejos na decoração

como usar azulejos

Foto: Divulgação/Elo 7

1 – Decida o local

Segundo a arquiteta, a função principal dos azulejos é criar uma camada de proteção maior nas paredes de áreas úmidas, como banheiros, áreas de serviço e cozinhas, além de áreas com contato de gordura, como espaços gourmet e churrasqueiras, para que a umidade não penetre na parede. No entanto, isso não impede que os azulejos sejam usados em outros cômodos, como na parede da sala, por exemplo. Basta colocar a criatividade em prática!

2 – Calcule a quantidade para não errar nas compras

Depois de definir qual a área que receberá o azulejo, calcule a quantidade que será aplicada na parede. Desta maneira, você evita comprar o material em demasia ou compra em pouca quantidade, correndo o risco de não ter mais o modelo desejado.

3 – Manutenção fácil

Um dos benefícios de como usar o azulejo é a sua fácil manutenção. De acordo com Ligia, para mantê-lo sempre limpo, “basta uma mistura de sabão e água para remover a gordura“, diz Lígia.

4 – Combine azulejos diferentes (mas com cuidado!)

como usar azulejos

Foto: Divulgação

É possível também combinar dois ou mais modelos de azulejos, sendo que algumas lojas já até disponibilizam conjuntos com estampas diferentes. No entanto, a profissional alerta: “deve haver cautela para não cansar o olhar ao trabalhar com mais de uma opção ao mesmo tempo“. Para quem deseja esta opção, é importante manter um modelo em tons neutros como base e então brincar com outro mais colorido, com formato diferente.

5 – Ótima durabilidade

Quando comparado a uma pintura, o revestimento cerâmico tem uma durabilidade muito maior, que independe da sua tonalidade. O que faz o revestimento durar é a qualidade do material aplicado na sua fabricação, neste caso, a cerâmica.

6 – Não exagere na altura

Outra questão que deve ser considerada é a altura do revestimento: para banheiros, não é obrigatório azulejar todas as paredes até o teto, podemos revesti-las até uma altura de 1,50m para atender de forma geral às determinações da ANVISA (Vigilância Sanitária) e a parte superior da parede pode receber apenas pintura, o que reduz o custo. Na área de serviço, podemos assentar o azulejo apenas na parede atrás do tanque“, ensina Lígia.

7 – Escolha o tamanho certo

Após a definição da área, deve-se definir o tamanho das peças, que podem ser quadradas ou retangulares. Ao assentar todas as paredes do banheiro com o azulejo retangular, com o maior lado no sentido vertical, cria-se uma ilusão de ótica de que o pé direito ou altura do forro é maior do que é na realidade. No entanto, escolha o tamanho de acordo com a área do cômodo: se ele for pequeno, prefira peças pequenas, para não deixar o ambiente visualmente confuso.

8 – Use pastilhas para complementar

como usar azulejos

Foto: Divulgação

Para quem deseja revestir as paredes até meia altura (1,50m), o acabamento pode ficar por conta de uma faixa de pastilhas ou faixa cerâmica.

9 – Preço

O preço do azulejo irá variar de acordo com o tamanho, marca e qualidade. Para quem quer modificar a cara do ambiente sem trocar revestimento da parede, uma ideia é a pintura sobre azulejos, em que é possível ocultar por completo o revestimento atual ou apenas mudar a tonalidade da parede.

10 – Azulejo português

como usar azulejos

Foto: Divulgação

O azulejo português, aquele tradicional com fundo branco e desenhos em tons de azul, voltou com força na decoração, agora com novas tonalidades e desenhos, graças à moda de vestuário. “O seu uso depende muito do gosto e personalidade do usuário do espaço, mas de forma geral ele vem sendo muito utilizado em áreas para refeições, como cozinhas, espaços gourmet e churrasqueiras”, conta a especialista.

LEIA TAMBÉM: