Ecstasy e anfetamina: drogas recreativas realmente são menos nocivas?

Não, porque não deixam de ser drogas, com o agravante de que substâncias sintéticas, como o ecstasy, estimulam o sistema nervoso central.

None
Foto: Freepik

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/02/2017 às 09:53
Atualizado às 16:13

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Não, porque não deixam de ser drogas, com o agravante de serem substâncias sintéticas estimulantes do sistema nervoso central. E, como toda droga ilícita, não existe um controle sobre a composição do que está sendo comercializado, seja o ecstasy ou os diversos produtos anfetamínicos.

pílulas, drogas, recreativas, ecstasy

Foto: Freepik

Os efeitos maléficos deixam o indivíduo mais alerta, atento e com a sensação de prazer aumentada, prejudicando a noção de perigo, com quadros de alucinações e desorientação espacial. Ainda há o risco de dependência psicológica e física, desencadeando quadros psiquiátricos quando associados às outras drogas.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Edição: Angelo Matilha Cherubini