Está se sentindo desmotivada no trabalho? Saiba como sair desse ciclo

A primeira etapa para se sentir menos desmotivada no trabalho é reconhecer o que tem feito todos os dias. Por isso, avalie o próprio desempenho e entenda sua importância para o funcionamento da empresa.

None
(FOTO: Shutterstock Images)

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/10/2018 às 08:42
Atualizado às 08:42

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Qualquer funcionária pode se sentir desmotivada no trabalho quando atravessa crises ou não se sente confortável com as tarefas que está fazendo. Partindo desse princípio, a coach Madalena Feliciano separou algumas dicas para se manter firme no serviço, recuperando seu estímulo.

Você faz o que gosta?

O primeiro passo é enxergar claramente a função que está desempenhando. Para que um funcionário se sinta motivado e produza mais, é necessário que tenha também uma expectativa de crescimento, de cargo ou de salário.

Assim, cada colaborador estipula metas próprias a serem seguidas, além das já estipuladas no trabalho. A coach indica: “Ao final de cada dia ou semana, faça uma lista do que tem feito na empresa, uma espécie de relatório para avaliar o desenvolvimento do trabalho”.

A importância do seu trabalho

O seu trabalho é diferenciado ou você é só mais um funcionário na empresa? O tipo de trabalho que você realiza é importante para o desenvolvimento geral da empresa? De acordo com a profissional, o segundo passo para se manter motivada é saber que o seu trabalho faz a diferença para algumas pessoas. Segundo Madalena, “se você não está enxergando esse significado, tente ir mais fundo. Você pode analisar seus relatórios semanais para preparar a próxima semana”.

Variedade nas atividades

Um dos grandes pontos de desmotivação no trabalho é fazer tudo igual todos os dias. É importante que, caso tenha que fazer sempre as mesmas atividade, você consiga flexibilizá-las para que o dia de trabalho não se torne cansativo e entediante. A profissional garante que esse tipo de movimento estimula diferentes partes do cérebro que conseguem recarregar a motivação.

Feedback

Tão importante quanto realizar um trabalho é ser reconhecida pelo que fez, seja pelo chefe ou pelo cliente. O feedback (retorno), diferente do que muitos costumam pensar, não serve para mexer com o ego do funcionário, e sim para ajudá-lo a aprimorar as suas habilidades e realizar um trabalho ainda melhor.

Autonomia

Não menos importante que os outros pontos já citados, a autonomia também é um fator de necessária discussão para que a pessoa não se sinta desmotivada no trabalho. Esse caso geralmente atinge os empreendedores, aqueles que têm o próprio negócio, pois têm mais liberdade de escolha do horário no qual vão trabalhar e desempenhar as funções de acordo com sua vontade. “Fugir do convencional e dos padrões ajuda a nos tornarmos mais criativos”, finaliza Madalena.

LEIA TAMBÉM

Texto: Giovana Sanches | Edição: Érica Aguiar | Consultoria: Madalena Feliciano, coach e diretora da Outliers Careers.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.