Veja o que é o estresse tecnológico

Hoje em dia vivemos como verdadeiros reféns das tecnologias, principalmente quando se trata das redes sociais. Veja como elas podem influenciar no estresse

None
FOTO: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/07/2016 às 19:06
Atualizado às 11:27

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Logo que você acorda, a primeira coisa que você pensa é conferir as redes sociais no celular? Ou então, chega no trabalho e já faz uma varredura nos e-mails e em outros diversos sites do seu interesse? Essas atitudes, de modo geral, são consideradas normais. O problema acontece quando há um grande e intenso envolvimento com a tecnologia, causando alguns danos à saúde, como o famoso estresse tecnológico.

Estresse tecnológico

Por conta da correria do dia a dia – principalmente no local de trabalho – é comum que o distúrbio se manifeste. “O problema é caracterizado como uma reação do organismo com componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais, que ocorre quando surge a necessidade de uma grande adaptação a um evento ou situação de importância.

mulher - estresse

FOTO: Shutterstock Images

Esse evento pode ser algo negativo ou positivo. O estresse negativo é aquele considerado em excesso. Acontece quando a pessoa ultrapassa seus limites e esgota sua capacidade de adaptação”, frisa o psiquiatra Leonard Vera.

O tecnológico, por sua vez, é oriundo de uma dependência de computadores, celulares, dentre outros equipamentos. Sob dependência constante da tecnologia, a pessoa pode sofrer com falta de concentração e manifestar até mesmo sintomas físicos.

Ansiedade x Estresse

O estresse é uma atitude biológica necessária em resposta a uma situação inesperada. Ele também é responsável pela ansiedade, sentimento comum ao ser humano.

No entanto, é preciso saber diferenciar quando ela chega em altas doses, podendo atrapalhar o dia a dia. “A diferença entre a ansiedade comum e o transtorno é a frequência e a intensidade dos sintomas, que variam de pessoa para pessoa e incluem: sentimento de apreensão, angústia, irritabilidade, sudorese excessiva, dentre outros sinais”, explica a terapeuta e coach Erica Aidar.

Com a correria do diária juntamente com a cobrança do local de trabalho, é normal que a ansiedade se manifeste. No entanto, é preciso estar atento à intensidade e saber a hora de procurar ajuda especializada.

Saiba mais!

Estresse: entenda como ele afeta sua saúde e sua mente

12 dicas para controlar o estresse

Mindfulness: meditação contra estresse e ansiedade

Texto: Paula Santana – Edição: Giovane Rocha/Colaborador

Consultorias: Erica Aidar, terapeuta e coach; Leonard Vera, psiquiatra.