6 dicas para fazer seu filho começar a ler

Começar o hábito da leitura na infância ajuda na linguagem, criatividade e empatia, sabia? Veja como incentivar seu filho a ler

Os livros infantis causam sentimentos bons na criança durante a leitura
Os livros infantis causam sentimentos bons na criança durante a leitura - Shutterstock

por Thaís Lopes Aidar
Publicado em 27/04/2022 às 19:00
Atualizado às 19:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Abril é o mês dos livros e nada melhor do que comemorar a data lendo, né? Mas o gosto pela leitura deve vir lá de trás, ainda na infância. Dessa forma, crianças que leem serão também adultos com esse hábito e os benefícios disso são inúmeros, tanto para o aprendizado, quanto para o comportamento humano e social. 

“A primeira infância é crucial para o desenvolvimento das habilidades de linguagem a leitura é uma das principais aliadas nesse processo. Livros de histórias conseguem tornar os pequenos mais extrovertidos e atentos às emoções das pessoas com as quais convive. Além de desenvolver a empatia, se colocando no lugar dos personagens”, salienta o professor Reginaldo Monteiro. 

Ou seja, motivos para começar a ler com a criançada não faltam! Porém, apesar de tão importante, o hábito da leitura pode não ser tão fácil assim, afinal, hábitos levam tempo para serem construídos e mantidos. Para isso, incentivo e regularidade são a chave, viu?

Como fazer seu filho começar a ler
Se colocar no lugar dos personagens promove empatia (Foto: Shutterstock)

Veja algumas dicas listadas pelo docente que vão ajudar seu filho começar a ler e mergulhar no mundo dos livros em busca de criatividade e muito aprendizado: 

Ler aquilo que gosta

Nesse primeiro contato com os livros, vale buscar títulos sobre assuntos que a criança já gosta. Por exemplo, se seu filho adora dinossauros, busque conteúdos sobre eles ou animais, e assim por diante. Ler aquilo que acha legal torna tudo mais fácil. 

A internet pode ajudar

Ainda que a leitura física seja uma experiência única, livros digitais e com interações, como músicas e jogos, podem ser mais fáceis para os pequenos, principalmente para "prender" sua atenção. 

Demonstre interesse

Nos primeiros anos, a leitura individual tende a ser mais difícil. Por isso, ajude na escolha dos títulos, no próprio ato de ler e se interesse pela atividade. Perguntas como "o que você está lendo?" ou "vamos escolher um livro juntos?" são bons caminhos para o incentivo. 

Clubinho de leitura

Que tal todo mundo ler junto? Vale mãe e filho, pai e filha, irmãos, avós... Montar um clubinho de leitura familiar — ou até chamar os amigos — garante um maior compromisso com a leitura, além de um incentivar o outro. 

Passeios em bibliotecas e livrarias

Seja para comprar, pegar emprestado ou apenas conhecer, esses espaços são verdadeiros paraísos para quem gosta de livros. Vá sem pressa, mostre os títulos para a criançada e aproveite o momento. 

Metas de leitura

Para ninguém perder o incentivo e acabar abandonando a história, uma boa dica é estabelecer metas. Por exemplo, até o dia 10 ler 1 capítulo ou até o final de cada mês ler um livro. Vale fazer um mural com metas e realizações

Por fim, o professor relembra que "o ato de ler para os filhos reforça o vínculo com os pais, estimula a criatividade e a linguagem, além de auxiliar no processo de alfabetização". Só vantagens! 

Fonte: Reginaldo Monteiro, professor do Itinerário formativo de comunicação oral e escrita das Escolas Luminova.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.